Bordalo pede estudo orçamentário para a construção de um novo hospital no Marajó

A construção do hospital busca além da oferta de serviços a proteção de direitos humanos básicos à população do Marajó

Com o objetivo de ampliar o sistema de saúde e possibilitar melhores condições de atendimento na Ilha do Marajó, o Deputado Bordalo (PT) apresentou nesta terça-feira (28) na Assembleia Legislativa do Estado do Pará (ALEPA) durante sessão ordinária uma moção que solicita um estudo de viabilidade técnica, orçamentária e financeira para ampliação da assistência à saúde de alta complexidade no arquipélago.

A moção, direcionada ao Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública-SESPA, objetiva a construção de mais um hospital regional no arquipélago do Marajó para dar conta da enorme demanda por serviços de saúde da região.

De acordo com o IBGE, o arquipélago do Marajó tem 10,4 milhões de hectares com uma população de 564 mil habitantes, é formada por 16 municípios paraenses, além de ser considerada a maior ilha fluviomarinha do mundo

A moção, proposta pelo parlamentar, atende a solicitação dos vereadores Jesaias Pinheiro, Marquinho da Pesca da Câmara Municipal de Limoeiro do Ajuru e do vereador Bebé Matos da Câmara Municipal de São Sebastião da Boa Vista, que estiveram em reunião na segunda-feira (27) com o deputado Bordalo para tratar sobre as dificuldades enfrentadas pelos municípios na área da saúde.

Marajó

Marajó
Foto: Família ribeirinha em Curralinho / Lilian Campelo – Ascom Bordalo

O Marajó apresenta em seus municípios um dos mais baixos índices de desenvolvimento humano, direitos básicos como o acesso a saneamento básico, água potável e assistência à saúde não atingem toda a população do arquipélago. 

A proposta discutida é que o hospital seja construído no município de São Sebastião da Boa Vista, considerando sua localização privilegiada em função da facilidade de acesso dos municípios vizinhos como por exemplo, Muaná, Curralinho, Oeiras do Pará e Limoeiro do Ajuru, que atualmente enfrentam dificuldades para garantir serviços de saúde nos distintos níveis de atenção primária, secundária e, principalmente, terciária ou seja, serviços de alta complexidade à população.

A área da saúde na região é um setor onde há poucos espaços estruturados para atendimento ou em alguns casos ausência total de especialidades médicas gratuitas para atender a grande demanda da população. Isso faz com que as pessoas enfrentem até 48h de viagem pelo rio para chegar até a região metropolitana, Belém, para fazer procedimentos como exames ou cirurgias simples.

A proposição apresentada pelo Deputado Bordalo busca gerar melhorias na região e trabalhar para movimentar as políticas públicas que foram destinadas ao arquipélago e mesmo assim sofrem com a ausência de recursos financeiros. 

A moção foi encaminhada ao conhecimento da Casa Civil, a Prefeitura Municipal de São Sebastião da Boa Vista, , Muaná, Curralinho, Oeiras do Pará e Limoeiro do Ajuru, a Câmara de Vereadores desses municípios assim como os Conselhos de Saúde e os Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais desses municípios.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Tamanho da Fonte