Hospital de Campanha no Marajó Oriental tem requerimento protocolado na Alepa

O deputado Bordalo se une à mobilização, que teve inicio com os bispos e lideranças sociais da região
Ilustração: Agência Pará

Bispos da prelazia do Marajó, lideranças sociais, professores e sindicatos deram inicio a uma grande mobilização social para a instalação de um hospital de campanha para a região de campos do Marajó, também conhecida como Oriental. Para contribuir com a mobilização coletiva no âmbito do legislativo o deputado entrou com o pedido de construção de um hospital de campanha na cidade de Soure.

O hospital pretende atender as demandas da região oriental/sul do Marajó, que é formada pelos municípios de Salvaterra, Cachoeira do Arari, Santa Cruz do Arari, Ponta de Pedras, Muaná e São Sebastião da Boa vista.

A medida proposta pelo deputado é embasada na Carta apresentada pelos Bispos da Prelazia do Marajó e Carta dos Marajoaras, ambas endereçadas ao Governador Helder Barbalho, no qual justifica que a instalação de um hospital de campanha visa desafogar os hospitais e UPAS de Belém, visto que o número de pessoas que não moram na capital, mas que procuram atendimento em Belém é muito alto. De acordo com informações emitidas pela da Secretaria de Saúde do Estado do Pará (Sespa) e pela Secretaria Municipal de Saúde o sistema de saúde da capital paraense está atuando no limite máximo de sua capacidade.

Acesse a Moção n° 232/2020 apresentada pelo parlamentar solicitando o hospital

Em carta enviada ao Governador por Lideranças de diversos municípios que compõem a região o coletivo sugere ao Governador Helder Barbalho, que seja feito investimento urgente para implantar um Hospital de Campanha no Marajó Oriental. Eles reivindicam também a implantação de UTI com respiradores e outros equipamentos nos hospitais municipais. No documento ainda informa que a medida deve ser tomada, pois todos os hospitais da região são de baixa complexidade e possuem estrutura para enfrentar a pandemia.

Leia mais: Bordalo apresenta seis medidas para garantir direitos básicos à população em tempo de Covid-19

Em caráter de apelo, a carta escrita pelas lideranças é concluída: “(…) mortes já chegaram aqui e estão levando amigos, familiares e pessoas amadas. Por favor, atenda ao pedido de homens e mulheres fortes do Marajó Oriental, estenda o braço do Estado até nós com força e amor para juntos sairmos dessa situação que afeta a nossa nação”.

Além do coletivo de moradores da região do Marajó os Bispos da Prelazia do Marajó e da Diocese de Ponta de Pedras, onde também cobravam a construção no hospital de campanha. Na carta o forte e contundente apelo dos Bispos: “Este é o momento crucial em que o Marajó mais necessita de um abraço afetuoso e carinhoso dos poderes estadual e federal para ser defendido e cuidado. Quem é solidário e propõe que se abrace o Marajó, neste momento, não poderá ficar de braços cruzados, nem indiferente a este apelo clamoroso do povo marajoara”.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Tamanho da Fonte