DIREITOS HUMANOS

Presidente da CDH-Alepa convoca reunião para apurar violência contra acampados por seguranças da Vale

A reunião extraordinária virtual será nesta próxima segunda (29) a partir de 9h
Trabalhador do acampamento em Nova Carajás exibe marcas das agressões - Arquivo/Fetraf

O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (CDHeDC-Alepa), deputado Bordalo (PT), realizará na próxima segunda-feira (29), a partir de 9h, uma reunião extraordinária virtual para apurar denúncias de violência contra famílias de agricultores do acampamento Nova Carajás, situado no município de Parauapebas (PA), e contra lideranças da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf), ocorrido na noite do último domingo (22) por seguranças da empresa PROSSEGUR, que prestam serviço à empresa Vale S/A.

Em sessão ordinária desta quarta-feira (24) o deputado anunciou sobre a reunião remota e na ocasião convidou os parlamentares membros da CDHeDC-Alepa. Além dos parlamentares também serão convidados representantes do Movimento de Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Comissão Pastoral da Terra (CPT), Federação Trabalhadores Agricultores Estado (Fetagri), Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PA), Ministério Público Estadual (MP-PA), Ministério Público Federal (MPF), Defensoria Pública do Estado (DPE), Defensoria Pública da União (DPU), Empresa PROSSEGUR, Vale S/A, Procuradoria Geral do Estado e Instituto de Terras do Pará (Iterpa).

Leia mais: Presidente da CDH-Alepa apresenta recomendações de prevenção da Covid-19 à Ceasa

Relembre o caso

No último domingo (22) moradores do acampamento foram agredidos por seguranças da empresa PROSSEGUR, que estava a serviço da Vale. As imagens publicadas nas redes sociais mostram marcas de balas de borracha no corpo e rosto de diversos trabalhadores.

Há cinco anos 248 trabalhadores vivem no acampamento em uma área conhecida como Fazenda Lagoa, reivindicada pela mineradora. “Há um litígio judicial entre a Vale e essas famílias. Não está dito que posse da terra pertence à empresa ou às famílias”, destacou o deputado Bordalo em sessão.

Segundo o despacho da Procuradoria da República no Município de Marabá/PA, os atos foram supostamente iniciados a partir de uma tentativa de ligação de energia elétrica impedida pelos agentes da Vale, e do qual resultaram pessoas feridas, entre elas a Coordenadora Nacional da Fetraf, Viviane Oliveira.

Os meios de comunicação que desejarem acompanhar a reunião devem entrar em contato com a assessoria de comunicação do deputado Bordalo para credenciamento.

Serviço: A reunião será pelo realizada pelo Zoom.

Data: 29/06/2020

Horário: 9h

Contato: 9319-8959 (funcional) / 98113 7998 (pessoal) – Lilian Campelo – Assessora de comunicação


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.