Barragens

Plano de Trabalho do Deputado Bordalo é aprovado pela comissão de fiscalização de barragens da Alepa

Fiscalizar a legalidade das barragens e reservatórios instalados no Pará, conhecer o risco potencial delas e verificar se os gastos públicos custeados pelas compensações estão de fato contribuindo para a segurança das populações e do meio ambiente são alguns dos aspectos propostos
Meio Ambiente
Foto: Barragem de rejeito / reprodução Eco Debate - Carlos Penteado 
Fiscalizar a legalidade das barragens e reservatórios instalados no Pará, conhecer o risco potencial delas e verificar se os gastos públicos custeados pelas compensações estão de fato contribuindo para a segurança das populações e do meio ambiente são alguns dos aspectos proposto pelo Plano de Trabalho elaborado pela assessoria do Deputado Bordalo e apresentado na terça-feira, 26, durante reunião da Comissão Parlamentar Externa de Fiscalização de Barragens da Assembleia Legislativa (Alepa)
O deputado Bordalo é membro da Comissão. O Plano foi aprovado e não terá alterações. Entre outros objetivos o documento também recomenda averiguar se os direitos dos povos e comunidades tradicionais impactadas pela implantação de barragens e reservatórios tem sido garantido e respeitado conforme a legislação ambiental, mineral e os tratados e convenções internacionais como a Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), no qual o Brasil é signatário.
 
Serão realizadas escutas com os povos tradicionais por meio de oitivas coletivas da sociedade civil para conhecera realidade dessas comunidades atingidas ou a serem atingidas por barragens e reservatórios. 
 
É sugerido uma diligência à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) para “conhecer e compreender o funcionamento e a capacidade operacional do Sistema Estadual de Gestão de Recursos Hídricos e o Sistema Estadual de Monitoramento e Licenciamento Ambiental”, segundo consta no documento.
 
Visitas e sobrevoo nas barragens e reservatórios integra o Plano de Trabalho e os municípios visitados serão: Oriximiná, Juruti, Barcarena, São Félix do Xingu, Parauapebas, Paragominas, Tucuruí e Vitória do Xingu; locais onde já estão instaladas as construções de empreendimentos de mineração e usina hidrelétrica, mas é sugerido também a realização de uma diligência ao local previsto para a Instalação da barragem da hidrelétrica no Rio Tapajós, conhecida como UHE de Jatobá. 
 
Para compor o processo de fiscalização será solicitado aos órgãos públicos do Estado documentos, laudos, relatórios e demais informações que possam dimensionar o grau de monitoramento ambiental nos empreendimentos.
 
Para acessar o Plano na íntegra:
clique aqui

Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.