Carteiras de vacinação poderão constar informações sobre autismo

De caráter preventivo o projeto visa esclarecer os principais sintomas e informar aos pais sobre o transtorno

Para ampliar o acesso à informação sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA) o deputado Bordalo apresentou nesta quarta-feira (05), em sessão ordinária na ALEPA, um Projeto de Lei (PL) para que as carteiras de vacinação apresentem, em caráter preventivo, esclarecimentos sobre os principais sintomas do autismo.

Essas informações serão especificadas pelo órgão técnico competente do Poder Executivo do Estado do Pará. O Departamento Científico de Desenvolvimento e Comportamento da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) informa que o TEA é uma disfunção neurológica e apresenta um conjunto de diferentes características entre elas: a dificuldade de comunicação por deficiência no domínio da linguagem, a dificuldade de formar o raciocínio lógico, a dificuldade de socialização, além de prejuízos a respeito do desenvolvimento de comportamentos restritivos e repetitivos.

Os primeiros sinais do Transtorno do Espectro Autista tendem a aparecer entre dois e três anos de idade, podendo ser diagnosticado por volta dos 18 meses. Alguns sintomas se apresentam de forma muito sutil, o que dificulta a percepção dos adultos, somado a isso a falta de disseminação de informação e preparo de agentes de saúde ocorre um atraso no diagnóstico da criança.

Para o deputado Bordalo, que preside a Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da ALEPA, destaca que “para obter os melhores resultados no tratamento do transtorno do espectro autista o diagnóstico e intervenção precoce são cruciais para melhorar as chances da criança de desenvolver habilidades cognitivas importantes e funcionar em um nível elevado mais tarde na vida”.

O parlamentar foi autor de projeto para criação de centros de reabilitação para autistas, mas o PL não ganhou notoriedade na gestão do Governo anterior, o que não o desanimou. Em 2018 Bordalo garantiu uma emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) no valor de R$ 1,5 milhão para a ações voltadas a políticas públicas ao tratamento de pessoas com autismo e em 2019 foi realizado uma sessão especial que mobilizou cerca de 700 pessoas de diversas regiões do estado, em que foi apresentado o projeto de Centro Especializado de Atenção ao Transtorno do Espectro Autista (Cetea).


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.