Alepa realiza Sessão Especial sobre Clínica Escola para Autismo dia 25

A Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), presidida pelo deputado estadual Carlos Bordalo (PT), realiza, na próxima quinta-feira (25), a partir de 9h, uma Sessão Especial sobre a Clínica Escola para Autismo. O projeto surgiu a partir de emenda parlamentar do deputado Bordalo, no valor de R$ 1,5 milhão, e está sendo construído por um grupo de trabalho que reúne diversas entidades que atuam em prol dos autistas, além da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) e secretarias de Assistência Social (Seaster), Saúde (Sespa) e Educação (Seduc). O evento será realizado no Auditório João Batista e é aberto ao público. 

O projeto Clínica Escola para Autismo visa garantir formação profissional nas áreas de educação, saúde e serviços públicos, assim como atendimento educacional especializado específico para autismo, com foco no modelo de residência pedagógica e presença de equipe multiprofissional e multidisciplinar, além de acolhimento, atendimento e formação à família do autista e suporte especializado e humanizado de assistência social, saúde e cultura.

Leia mais: Bordalo reúne entidades para discutir criação do centro de autismo

Estima-se que no Brasil existam cerca de 2 milhões de autistas. Apesar do número elevado, essas pessoas enfrentam enorme dificuldade para ter acesso a diagnóstico e tratamento. Mesmo após a criação de uma Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Lei Nº 12.764, de 2012), pouco ou quase nada foi feito. Faltam planejamento, regulamentação, capacitação de profissionais, medicamentos, equipamentos, assistência e outros itens básicos para garantir atendimento digno às crianças e adultos autistas. 

Em 2017, o deputado Bordalo conseguiu aprovar um projeto de indicação ao Governo do Estado para a criação de centros de referência para autistas, assim como a elaboração de uma política estadual voltada às pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). No ano passado, o parlamentar garantiu uma emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) no valor de R$ 1,5 milhão para a criação da Clínica Escola para Autismo.

Para o deputado Bordalo, a política de tratamento à pessoa com TEA está muito aquém do mínimo razoável. “Não há atenção específica a esses pacientes, e o serviço ofertado está em total desacordo com a legislação. Diante desta realidade, é urgente a necessidade de se apresentar uma medida por parte do poder público estadual para atendimento destas necessidades, com o objetivo de mitigar as consequências deste transtorno, que afeta uma parcela significativa da sociedade paraense”, ressalta o parlamentar.  

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) ou autismo refere-se a uma série de condições que envolve comprometimento das habilidades sociais, comportamentos repetitivos, fala e comunicação não-verbal. Não há um autismo, mas muitos tipos, causados por diferentes combinações de influências genéticas e ambientais. O termo “espectro” reflete a ampla variação nos desafios e pontos fortes possuídos por cada pessoa com autismo.

O diagnóstico é fundamental para se definir a necessidade de medicação, assim como o direcionamento do programa de aprendizagem das habilidades básicas de comunicação e relações sociais, já que grande parte dos casos mais comprometidos não conseguirá alcançar este aprendizado sem ajuda profissional especializado. Quando o diagnóstico é feito antes dos 3 anos de idade, as chances dos sinais do autismo reduzirem são de 80%.

Mãe de um menino autista, Cristina Serra é presidente da organização Amora e explica que a implementação de um centro para autismo é importante porque o tratamento a essas pessoas é minucioso.

“O autista precisa ter um atendimento detalhado, sistemático, porque o seu desenvolvimento é baseado em terapias para as quais se exige especialização e capacitação. São metodologias baseadas na área da analise comportamental”, diz ela. 

SERVIÇO: Sessão Especial sobre a Clínica Escola para Autismo. Nesta quinta-feira (25), a partir de 9h, no Auditório João Batista da Alepa (Rua do Aveiro, 130, Cidade Velha). Evento aberto ao público. 


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.