Nossa campanha presidencial avança, nas pesquisas e com os artistas

Blog do Bordalo chicodilma

Boa notícia hoje, logo cedo é que na pesquisa Vox Populi/iG indica que Dilma subiu 3 e ampliou para 12 pontos a vantagem sobre o Serra: 51% contra 39% de José Serra. Mas, considerados apenas os votos válidos ela ganha com 57% e ele é derrotado com 43%.

Apesar de sua campanha medieval, Serra sequer conseguiu sensibilizar os mais religiosos: entre os eleitores evangélicos José Serra tem 44% e Dilma 42%; entre os que se declararam ateus, a preferência é 49% por ela e 36% por ele. Já entre os católicos praticantes a petista tem 54% contra 37% do tucano; entre os não praticantes, desempenho melhor de Dilma: 55% contra 37%.

Ao participar, ao vivo, do Jornal Nacional, desta segunda-feira, 18/10, nossa candidata Dilma Rousseff mostrou porque é a mais preparada para ser presidente do Brasil.

Ao ser questionada sobre o tema, mais uma vez mostrou firmeza e manteve o que já disse em outras ocasiões: “Sou contra o aborto porque isso é uma violência contra a mulher. Nós temos que cuidar dessas mulheres. Aborto não é caso de polícia, mas de saúde pública”. A presidenciável defendeu ainda uma política preventiva, em especial para os jovens que engravidam de forma indesejável. Quando foi perguntada sobre as investigações na Casa Civil, Dilma foi taxativa. “A gente tem que ser muito claro com o eleitor e não tentar enganá-lo”, explicou, estabelecendo a sua diferença com o candidato Jose Serra (PSDB). “A nossa diferença é que nós investigamos e punimos. Quem não investiga e não pune, cria a impunidade”, afirmou, lembrando que no caso Paulo Preto, ligado a Serra, não houve nenhuma investigação e nenhum processo, apesar dos graves indícios de corrupção.

Ato com os artistas

Ontem, no Teatro Oi Casagrande, no Rio, 1.200 pessoas dentro e mais 1.000 fora, participaram do que o fundador do Teatro Oficina, um dos mais importantes contra a ditadura e fundamental, junto com o Tropicalismo e o Cinema Novo, para revolucionar as artes no Brasil, José Celso Martinez, definiu bem porque estavam alí tantos artistas i: “Dilma, a musa desta noite antifundamentalista, vai realizar o que Oswald [de Andrade, da Semana de Arte Moderna, 1922] queria: o matriarcado de Pindorama”.

Comandados por Chico Buarque, Leonardo Boff, Fernando Morais, Emir Sader e Marilena Chauí, declararam apoio nomes como Marinho da Villa, Neguinho da Beija-Flor, Martinalia,Noca da Portela, Nelson Sargento, Monarco,Ivo Meirelles, Marieta Severo,Lucélia Santos,Tassia Camargo, Alessandra Negriri, Alcione,Beth Carvalho, Pedro Cardoso, Marcos Frota, Osmar Prado, Paulo Betti, Wagner Tiso, Yamandu Costa, Tom Zé, Rildo Hora, Isaac Karabishevsky, João Bosco, Carlinhos Vergueiro, Cristina Buarque, Miucha, Mano Brown, Otto, OTeatro Mágico, Moacyr Luz, Aldir Blanc, Nei Lopes, Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Capinan, Sergio Mamberti, Antonio Grassi, Marieta Severo e José de Abreu. Antes, Gilberto Gil já tinha declarado seu apoio.

Beth Carvalho, a pedido de Zeca Pagodinho, adapou “Deixa a vida me levar” e cantou o novo “hit” da campanha: “Deixa Dilma me levar”.

Um time de primeira da nossa cultura, sem dúvida. Assistam abaixo, a declaração de voto de Chico Buarque:


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Leave a Comment

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.