Deputado Bordalo pede apuração no caso de racismo contra jogadores negros

Sem categoria

Por meio de moção apresentada nesta quarta-feira (30) na Assembleia Legislativa do Estado do Pará (ALEPA), o deputado Bordalo (PT-PA) Solicitou à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social do Estado (SEGUP), a Ouvidoria do Sistema de Segurança Pública, Defesa Social do Pará (SIEDS), ao comando Geral da PM e a Corregedoria da Polícia Militar apuração rigorosa dos supostos abusos e discriminação racial em abordagem feita por policiais militares a jovens atletas negros.

O parlamentar lamenta que crimes praticados por policiais contra pessoas inocentes, em abordagens descontroladas, estão virando rotina no Brasil, o que revela, fielmente, as mazelas do nosso Sistema de Segurança, desnudando ainda algo mais perverso: o preconceito; ainda muito presente na nossa sociedade.

Diante dos fatos, é necessário que os órgãos competentes apliquem todos os esforços no sentido de garantir, em caráter de urgência, a devida apuração do caso para adoção das medidas necessárias além de dar uma resposta para a sociedade que se sente vulnerável diante de tanta violência e violação de direitos.

O caso

Na segunda-feira (28) ganhou grande repercussão nas redes sociais um vídeo que mostra policiais militares abordando de forma violenta um grupo de jovens jogadores de futsal, supostamente motivados por racismo. O caso ocorreu dentro de um ônibus que fazia o trajeto entre as cidades de Tomé-Açu e Belém.

Os atletas se deslocavam para Belém, quando outros passageiros, começaram a desconfiar da intenção dos jovens, simplesmente, pelo fato de serem negros e possuírem tatuagens pelo corpo uma vez que não apresentaram qualquer comportamento considerado suspeito. A cena foi toda gravada por pessoas que passavam pelo local e que ficaram indignados com a situação.

As imagens deixam claro a truculência com o que os rapazes são tratados pelos policiais ao questionarem sobre os motivos da abordagem. Eles foram retirados do ônibus e durante a revista, os militares encontraram apenas uma chuteira e uma bola de futsal. Mesmo sem terem encontrado nenhum objeto ilícito que comprovasse a denúncia feita pelos passageiros, os irmãos foram algemados e levados para uma delegacia em Tomé-Açu.

Os jogadores Salomão Gonçalves e Samuel Coutinho, denunciaram no dia 28 deste mês a guarnição da Polícia Militar por truculência e atos racistas durante a abordagem policial.

Informações: Roma News


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.