Defesa dos bancos públicos em debate na Alepa

Sem categoria



A Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará realizou, nesta segunda-feira (16), uma Audiência Pública em Defesa dos Bancos Públicos, em parceria com o Sindicato dos Bancários do Pará. Estiveram presentes os deputados estaduais Lélio Costa (PCdoB) e Iran Lima (PMDB), além de representantes de diversas entidades. A Audiência Pública foi presidida pelo deputado estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos. 


O deputado Bordalo destacou a iminente privatização dos bancos públicos e a redução da rede física de atendimento. De janeiro a maio, 929 agências fechadas no Brasil, segundo o Banco Central, com o Banco do Brasil no topo da lista: 563 agências fechadas. O parlamentar ressaltou a importância dos bancos públicos, que oferecem crédito de curto, médio e longo prazo onde o setor privado não tem interesse em operar, por não trazer lucro. “A luta pelos bancos públicos é uma luta pelo patrimônio do povo e pela soberania nacional”, disse ele, acrescentando que está em andamento na Alepa a aprovação da Frente Parlamentar em Defesa dos Bancos Públicos.

Wagner Nascimento, representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), destacou que a privatização dos bancos públicos, além da diminuição de empregos no setor, vai atingir diversos setores, desde a agricultura familiar até projetos de infraestrutura e crédito imobiliário. 


“Atualmente, os bancos públicos são responsáveis por 70% do financiamento estudantil, via Banco do Brasil e Caixa. Ou seja, teremos alimentos e serviços mais caros, e o governo perderá o controle dos programas de desenvolvimento do país. Se é público, é para todos; se não é público, é para poucos”, disse ele. 


Jair Pedro, representante da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae), explicou que os bancos públicos são indutores de desenvolvimento e possuem o papel de investidor em períodos de crise econômica, atuando como reguladores do mercado financeiro e operando políticas públicas de forma mais eficiente, a exemplo dos programas Minha Casa, Minha Vida, Bolsa Família e Fies. “Mais de 60% da carteira de crédito da Caixa Econômica Federal são créditos para habitação. Isso dá a dimensão dessa instituição para as classes mais populares”.  


O deputado estadual Lélio Costa ficará responsável pelo encaminhamento da Frente Parlamentar em Defesa dos Bancos Públicos. Para ele, defender o banco público é defender um projeto de nação. “O que está em curso é uma visão distorcida de nação que se impôs a partir da interrupção do mandato da presidente Dilma. Um processo de desmonte do Estado brasileiro, com o orçamento a serviço do mercado financeiro. Ao criminalizar a política, abre-se um espaço para entrega dos ativos brasileiros, como a matriz energética. Boa parte do recente crescimento do Brasil teve como sustentação o BNDES. O mercado financeiro não tem compromisso com o desenvolvimento de uma nação. Basta observar que, dos dez maiores bancos do mundo, seis são chineses e todos eles são públicos”. 


Tatiana Oliveira, vice-presidente do Sindicato dos Bancários do Pará, falou sobre o difícil ambiente interno vivenciado pelos trabalhadores da Caixa Econômica Federal. “Enfrentamos diariamente o sucateamento do banco, com as agências funcionando com quase metade dos funcionários, setores desarticulados, mudanças no plano de saúde e de previdência, para que as pessoas sejam forçadas a aderir ao plano de aposentadoria voluntária, que de voluntária tem muito pouco. Por conta das pressões para atendimento e cumprimento de meta, temos um nível alto de adoecimento desses trabalhadores, com condições de trabalho degradantes e um verdadeiro terrorismo nas agências”, disse. No próximo dia 18, a entidade fará um ato para chamar a atenção da sociedade para o sucateamento dos bancos públicos. 


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.