CPI ouve John Thuestad, vice-presidente executivo da Hydro

Sem categoria



A CPI Barcarena ouve nesta segunda-feira (10), a partir das 9 horas, John Thuestad, vice-presidente executivo da área de negócios de bauxita e alumina da Norsk Hydro ASA, nas investigações sobre danos sociais e ambientais na Bacia do Rio Pará. A CPI foi motivada pelo acidente ambiental ocorrido nas dependências da Hydro Alunorte em Barcarena, nos dias 16 e 17 de fevereiro. Depois de uma forte chuva, diretores autorizaram o despejo de rejeitos no Rio Murucupi através do “Canal Velho”, que não estava habilitado para nenhuma operação pelos órgãos ambientais.

O depoimento de Thuestad é muito importante: trata-se de um executivo com mais de 30 anos de experiência internacional na indústria de mineração e metais. No entanto, os deputados não abrem mão de ouvir ainda o presidente mundial da gigante norueguesa, Svein Brandtzaeg, que logo depois do incidente em Barcarena, veio a público pedir desculpas pela ação e disse que tal conduta não fazia parte dos procedimentos da empresa. No entanto, os diretores locais não admitem o descarte irregular de água não tratada no rio.

Esta será a 23ª oitiva da CPI, instalada em março passado. Até agora, foram ouvidos mais de 50 depoimentos, entre autoridades governamentais, estaduais e municipais, moradores de comunidades afetadas, pesquisadores, cientistas, médicos, responsáveis por gravações de imagens, diretores de órgãos ambientais e da empresa Hydro Alunorte. 

A CPI já recolheu inquéritos policiais e outros documentos, como laudos oficiais e públicos, resultados de pesquisas, pareceres técnicos, imagens de vídeo e fotográficas, estudos publicados, matérias de jornais, revistas, cobertura nas redes sociais e em emissoras de rádio e TV. Foram realizadas viagens de inspeção às dependências da empresa, assim como da Imerys Caulim e às minas de extração da Hydro, em Paragominas, e de extração de bauxita, em Oriximiná, da mineradora Rio do Norte, na qual a Hydro tem participação acionária.

A Hydro-Alunorte em Barcarena refina a bauxita vinda de Paragominas e Trombetas. É considerada a maior refinaria de alumina do mundo. Integrante de um conglomerado industrial norueguês, a Norsk Hydro ASA, com faturamento anual de 13 bilhões de dólares (2017). Sua sede fica em Oslo e possui 35 mil empregados em 40 países. Além da produção de alumínio primário, produtos laminados e extrudados e reciclagem, a Hydro também lavra bauxita, refina alumina e produz energia, para ser a única empresa 360° da indústria global do alumínio. A Hydro está presente em todos os segmentos do mercado de alumínio, com atividades comerciais. 

(com informações de Carlos Boução)

Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.