Clínica Escola para Autismo recebe apoio da Seduc

Sem categoria

A Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) está acompanhando uma série de reuniões com órgãos do Estado para apresentar o projeto Clínica Escola para Autismo, que deve ser implementado ainda em 2019. Na terça-feira (08), foi realizada reunião com Ivete Vaz, secretária de políticas públicas de saúde da Secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa), e ontem (09), foi a vez de levar a proposta à secretária adjunta Ana Paula Renato, da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). No dia 28 de março, o encontro foi com Inocêncio Gasparim, titular da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster). 


Flávia Marçal, coordenadora da Projeto TEA, da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), explicou que o projeto tem como objetivo promover a formação profissional nas áreas de educação, saúde e serviços públicos em geral, atendimento educacional especializado específico para autismo, com foco no modelo de residência pedagógica, e presença de equipe multiprofissional e multidisciplinar, prestando acolhimento, atendimento e formação à família do autista e suporte especializado e humanizado de assistência social, saúde e cultura para diagnóstico precoce e garantia de políticas públicas. 


A proposta é um sonho para muitos pais e mães com filhos diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Um dos problemas para quem busca atendimento é a ausência de um centro de referência que reúna políticas públicas que promovam o desenvolvimento de crianças e jovens com autismo.


“Eu sou mãe de uma criança com autismo, e muitas vezes a gente fica naquela peregrinação: atendimento de saúde é num lugar, educação em outro. Então, a proposta é implementar um modelo de referência”, diz ela.


Após a apresentação do projeto, a secretária adjunta da Seduc declarou total apoio à proposta. “A Seduc vai se organizar em relação às informações que foram dadas, temos muitos direcionamentos. Esse foi o primeiro encontro, o que não podemos mais é deixar a situação como está”, declarou. 


Em 2017, o deputado Bordalo aprovou um projeto de indicação ao Governo do Estado para a criação de centros de referências para pessoas com TEA. No ano seguinte, o parlamentar garantiu a emenda parlamentar nº 206/18, no valor de R$ 1,5 milhão, para apoio a ações de promoção de direitos da pessoa com autismo, valor que será destinado para implementar a Clínica Escola para Autismo. 

No próximo dia 25, quinta-feira, às 9h, no auditório João Batista, da Alepa, haverá uma sessão especial para discutir os pilares e a implementação da Clínica Escola para Autismo. O evento é aberto ao público. Confirme sua presença aqui


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.