Clínica Escola para Autismo recebe apoio da Seduc

A Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) está acompanhando uma série de reuniões com órgãos do Estado para apresentar o projeto Clínica Escola para Autismo, que deve ser implementado ainda em 2019. Na terça-feira (08), foi realizada reunião com Ivete Vaz, secretária de políticas públicas de saúde da Secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa), e ontem (09), foi a vez de levar a proposta à secretária adjunta Ana Paula Renato, da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). No dia 28 de março, o encontro foi com Inocêncio Gasparim, titular da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster). 

Flávia Marçal, coordenadora da Projeto TEA, da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), explicou que o projeto tem como objetivo promover a formação profissional nas áreas de educação, saúde e serviços públicos em geral, atendimento educacional especializado específico para autismo, com foco no modelo de residência pedagógica, e presença de equipe multiprofissional e multidisciplinar, prestando acolhimento, atendimento e formação à família do autista e suporte especializado e humanizado de assistência social, saúde e cultura para diagnóstico precoce e garantia de políticas públicas. 

Leia mais: Comissão de Direitos Humanos discute implementação da Clínica Escola para Autismo

A proposta é um sonho para muitos pais e mães com filhos diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Um dos problemas para quem busca atendimento é a ausência de um centro de referência que reúna políticas públicas que promovam o desenvolvimento de crianças e jovens com autismo.


“Eu sou mãe de uma criança com autismo, e muitas vezes a gente fica naquela peregrinação: atendimento de saúde é num lugar, educação em outro. Então, a proposta é implementar um modelo de referência”, diz ela.


Após a apresentação do projeto, a secretária adjunta da Seduc declarou total apoio à proposta. “A Seduc vai se organizar em relação às informações que foram dadas, temos muitos direcionamentos. Esse foi o primeiro encontro, o que não podemos mais é deixar a situação como está”, declarou. 


Em 2017, o deputado Bordalo aprovou um projeto de indicação ao Governo do Estado para a criação de centros de referências para pessoas com TEA. No ano seguinte, o parlamentar garantiu a emenda parlamentar nº 206/18, no valor de R$ 1,5 milhão, para apoio a ações de promoção de direitos da pessoa com autismo, valor que será destinado para implementar a Clínica Escola para Autismo. 

No próximo dia 25, quinta-feira, às 9h, no auditório João Batista, da Alepa, haverá uma sessão especial para discutir os pilares e a implementação da Clínica Escola para Autismo. O evento é aberto ao público. Confirme sua presença aqui


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Tamanho da Fonte