Em pauta

Comissão de Direitos Humanos discute implementação da Clínica Escola para Autismo

O deputado estadual Carlos Bordalo (PT), está coordenando um grupo de trabalho para a implementação do projeto
Assistência Social
Foto:  Hélio Freitag Jr.
A Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), presidida pelo deputado estadual Carlos Bordalo (PT), está coordenando um grupo de trabalho para a implementação do projeto Clínica Escola para Autismo. Durante esta semana, foi realizada, na Alepa, uma reunião para discutir e aperfeiçoar a proposta, elaborada em parceria com diversas entidades de educação inclusiva e o Projeto TEA, da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), tendo como diretriz a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (art.2º da Lei 12.764/12). Nos próximos dias 08 e 09, serão realizadas reuniões com representantes das secretarias de Estado de Educação e de Saúde (Seduc e Sespa), para que cada órgão conheça a proposta e seja viabilizado um convênio de cooperação institucional. E no próximo dia 25 de abril será realizada, na Alepa, uma Audiência Pública sobre o projeto.
 
Estima-se que cerca de 24% da população brasileira possua algum tipo de deficiência. Segundo dados do Center of Deseases Control and Prevention (EUA), a cada grupo de 110 pessoas, uma possui Transtorno do Espectro Autista (TEA). No Brasil, seriam cerca de 2 milhões de autistas. Apesar do número elevado, os autistas enfrentam enorme dificuldade para ter acesso a diagnóstico e tratamento. Em 2012, a Lei Berenice Piana estabeleceu que pessoas com autismo devem ser reconhecidas como pessoas com deficiência, tendo garantias legais de diagnóstico e intervenção precoce, com atendimento multidisciplinar, nutrição adequada e terapia nutricional, medicamentos e informações que auxiliem tanto no diagnóstico quanto no tratamento. Em 2014, auditorias realizadas pelo Ministério da Saúde no Estado do Pará indicaram a precariedade no atendimento. 
 
Em 2017, o deputado Carlos Bordalo iniciou o debate sobre autismo na Alepa e conseguiu aprovar um projeto de indicação do Governo do Estado para a criação de centros de referência para autistas, assim como a elaboração de uma política estadual voltada às pessoas com TEA. No ano passado, o parlamentar garantiu uma emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) no valor de R$ 1,5 milhão para a criação da Clínica Escola para Autismo. 
 
O projeto visa garantir formação profissional nas áreas de educação, saúde e serviços públicos em geral, assim como atendimento educacional especializado específico para autismo, com foco no modelo de residência pedagógica e presença de equipe multiprofissional e multidisciplinar, acolhimento, atendimento e formação à família do autista e suporte especializado e humanizado de assistência social, saúde e cultura para diagnóstico precoce e garantia de políticas publicas. 
 
A ideia é implementar um projeto piloto, em Belém, que possa servir como referência aos demais municípios. Essa proposta será apresentada na Alepa, em audiência pública, no próximo dia 25. 
 
Para muitos pais, o projeto representa a esperança de ver o filho se desenvolver. Para a professora Kita Santos, que integra a ONG Amora, a principal dificuldade é a falta de profissionais qualificados para o diagnóstico e o tratamento da criança com autismo. “Vamos trabalhar, fiscalizar e cobrar para que esse recurso seja utilizado da melhor forma, e assim construirmos um serviço que seja definitivo em prol das nossas crianças.” 
 
SERVIÇO: Grupo de Trabalho para a criação da Clínica Escola para Autismo. Nos dias 08 e 09, reunião da Comissão de Direitos Humanos da Alepa com representantes das secretarias de Estado de Saúde e Educação para apresentação da proposta. Dia 25 de abril, às 9h, Audiência Pública sobre o tema, na Assembleia Legislativa do Pará. 
 


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.