Apresentei emenda para garantir salário e carreira aos delegados de polícia. Compromisso com a segurança!

Relator do Orçamento/2013 na Alepa- Assembleia Legislativa do Pará
começa a  apreciar emendas de parlamentares. Número de emendas
apresentadas pela base do governo ao Orçamento Geral do Estado chamaram
atenção pelo volume, quantidade de emendas. Normalmente é a oposição que
se utiliza deste expediente.  No meu entender, ou se trata de pressão
sobre o governo ou barganha com a oposição. Vamos acompanhar bem de
perto!

Apresentei emenda junto com o líder do PSDB, deputado José Megale para atendimento da carreira jurídica dos Delegados de Polícia! A emenda Bordalo/Megale visa atender demanda histórica de Delegados e Delegadas pelo reconhecimento da carreira jurídica.

E só pra relembrar, Emenda Constitucional de minha autoria no final da legislatura passada, recuperou a Carreira Jurídica de Delegados e Delegadas no Pará!

Clique aqui para ler post no meu blog em 24 de maio/2012 para acompanhar toda a luta e meu compromisso com a segurança;

 Destaco também duas notícias do Diário do Pará de hoje: a saudação e reconhecimento da bancada do Pará ao companheiro Paulo Rocha e o compromisso do governo federal, governo Dilma, do PT, com a saúde em Belém, Ananindeua. Ministro Padilha vai se reunir agora em novembro com os prefeitos eleitos, ambos do PSDB.

Muito bom dia e já na sessão ordinária da Alepa! 

Paulo Rocha é saudado pela bancada do Pará

Paulo Rocha é saudado pela bancada do Pará  (Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)
A reunião da Bancada Federal do Pará ontem na Câmara dos Deputados foi quase um ato de desagravo ao ex-deputado Paulo Rocha (PT). Feliz e muito emocionado, Rocha participou do encontro com os parlamentares paraenses e foi saudado pelos colegas, que deram as boas vindas ao ex-parlamentar, que já foi coordenador do grupo. É a primeira aparição pública de Paulo Rocha desde sua absolvição na Ação Penal 470, que ficou conhecida como processo do “mensalão”.
Visivelmente emocionado, o deputado falou que se sente “aliviado” e que pretende reconstruir sua vida política. Paulo Rocha foi saudado na mesa de reuniões pelo coordenador da bancada, senador Flexa Ribeiro (PSDB), que fez uma homenagem emocionada ao colega. Ele lembrou a trajetória política de Rocha desde a época de militância no sindicato e de como ele se tornou uma das principais lideranças políticas do Pará. “Independentemente de partido nós do Pará somos uma bancada unida e lutamos pelos interesses do Estado e reconhecemos em você Paulo, um dos mais aguerridos em Brasília na luta por mais recursos e por melhorias para nosso Estado”,lembrou Flexa.
O senador aproveitou para brincar com o colega. Segundo ele, o problema agora é que eles se tornam “concorrentes” novamente nas próximas eleições. Ele aproveitou para oferecer ao petista ficha de filiação ao PSDB.
O ex-deputado evitou falar sobre o processo que enfrentou nos últimos dias e destacou também a união da bancada paraense na busca por recursos para o Estado.
A reunião da bancada foi marcada exatamente para a discussão do orçamento de 2013. Todos os anos os parlamentares de cada estado e do Distrito Federal se unem para tentar encaixar na Lei Orçamentária Anual o maior número de emendas que possam beneficiar seus estados. No orçamento de 2011, a bancada federal do Pará destinou R$ 371 milhões. Foram liberados pouco mais de 22 milhões. Em 2010 foram destinados 417 milhões e até hoje empenhados pouco mais de R$ 57 milhões.
(Diário do Pará)

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse ontem, ao DIÁRIO, que pretende se reunir no final de novembro com os prefeitos eleitos de Belém e Ananindeua, ambos do PSDB, portanto oposição ao governo federal. Ele informou que a reunião vai contar também com os atuais prefeitos – Duciomar Costa e Helder Barbalho – e com representantes do governo do Estado. Padilha disse que quer se antecipar no combate aos graves problemas que o município de Belém enfrenta no atendimento de urgência e emergência.
“Solicitei reunião imediata com os novos prefeitos eleitos, com o governo do Estado e com os atuais prefeitos para que a gente possa acelerar as ações que já estão em andamento junto com o Ministério da Saúde. Temos dois problemas graves em Belém que são o atendimento nos prontos-socorros e a retaguarda ao Hospital Metropolitano. Precisamos acelerar as ações do programa S.O.S Emergência abrindo leitos de retaguarda e colocando as UPAs 24 horas para funcionar além de reestruturar os prontos-socorros da capital”, destacou Padilha.
Padilha disse que, como ministro da Saúde, decidiu se antecipar à sucessão das prefeituras da região metropolitana de Belém, que tem duas grandes prioridades que devem ser mantidas e aceleradas. “Quero estar presente junto à região metropolitana para acelerar estas ações”, repetiu.

POLÍTICA
Alexandre Padilha evitou falar sobre a possível mudança de seu colégio eleitoral que é hoje no Pará para sua terra natal, São Paulo. Nos últimos dias vem sendo anunciado que o ex-presidente Lula tem interesse em fazer de Padilha um dos sucessores do PT no cenário nacional. A primeira estratégia seria transferir o colégio eleitoral do ministro com antecedência para facilitar a construção do nome de Padilha para o governo do Estado, em 2014.
Contra Padilha já existem dois nomes lançados em São Paulo: o do atual ministro da Educação, Aloísio Mercadante e do prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho. O senador Eduardo Suplicy também cogita a possibilidade de disputar o governo paulista em 2014.
Cauteloso o ministro fez questão de frisar que seu trabalho no momento é pela saúde. “Meu foco total é na saúde. Minha dedicação é enfrentar os vários problemas que temos no país. Vou estar me dedicando cada vez mais a enfrentar os problemas da saúde do estado do Pará e algumas ações mostram que é possível melhorar, um exemplo é a abertura da UPA 24 Horas de Ananindeua que mostrou que, de cada 100 pessoas que procuraram atendimento naquela UPA, 97 não precisaram ir para o pronto-socorro”.

INVESTIMENTOS

Alexandre Padilha anunciou ontem mais R$ 1,2 milhão para a reforma do Hospital Unidade Cidade Nova VI, em Ananindeua, que também receberá novos leitos de retaguarda para dar suporte ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE). Ao todo, foram pactuados 90 leitos com a Secretaria de Saúde do Estado e do Município, sendo 50 leitos para a Unidade da Cidade Nova VI e 40 para o Hospital Galileu.
O ministro disse ainda que além desses 90 leitos, já pactuados, o Ministério da Saúde está efetivando a contratação de outros 50 leitos de retaguarda junto aos hospitais de Maradei e São Francisco. Com isso, o HMUE contará com outros 140 leitos.
Ele participou de uma videoconferência com o secretário de Saúde do Pará, Hélio Franco, com o prefeito de Ananindeua, Helder Barbalho, e com representantes da saúde do município de Belém.
“Hoje, as pessoas buscam atendimento no Hospital Metropolitano, mas precisam permanecer internados por mais de 24 horas, e para dar continuidade ao tratamento, necessitamos de um número maior de leitos. A reforma é para readequar a estrutura física para que o hospital tenha condições de receber novos leitos e com isso garantir o atendimento dos pacientes que virão do Metropolitano. O recurso já está disponível para o início das obras”, garantiu o ministro.
O Hospital Metropolitano, em Ananindeua, já possui 221 leitos que garantem o atendimento à população. Para habilitação dos 90 leitos de retaguarda, o Ministério da Saúde destinará, anualmente, R$ 8,3 milhões de custeio. Esta medida visa desafogar a emergência do hospital. Conta ainda com R$ 3 milhões para aquisição de equipamentos. De acordo com o Ministério, desde a implantação do S.O.S Emergências, em maio deste ano, já foi garantido ao hospital o repasse de 50% do total de R$ 3,6 milhões anuais.
(Diário do Pará)

Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.