Hanseníase no Pará é tema de Audiência Pública na ALEPA

Sem categoria
Reprodução / Site EBC

A Comissão de Saúde e a Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor, presididas respectivamente pelos deputados estaduais Jaques Neves (PSC) e Carlos Bordalo (PT), realizam, no próximo dia 11/06, uma Audiência Pública para debater o problema da Hanseníase no Pará e o combate ao preconceito sofrido por pessoas atingidas pela doença.

O evento contará com a presença de representantes do governo do Estado, da Sociedade Brasileira de Hansenologia (SBH), do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan) e demais entidades e pessoas interessadas pelo tema.

O aumento no número de casos de hanseníase entre pessoas com menos de 15 anos de idade no Pará é um dos fatores que levam o Parlamento paraense a debater o assunto. No último dia 13, representantes do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) foram recebidos no Estado para colher dados sobre o assunto. O Pará será um dos três entes da Federação incluídos no relatório que a ONU está elaborando sobre o tema.

As duas Comissões realizaram diligências nas duas ex-colônias que abrigaram pessoas acometidas pela doença no Pará: ex-colônia do Prata (Igarapé-Açu) e ex-colônia em Marituba. A visita contribuiu com dados técnicos para subsidiar o relatório elaborado pela ONU.

Os dados, depoimentos e propostas colhidos  durante a Audiência Pública do próximo dia 11 serão levados pela Comissão de Saúde da Alepa, por meio do presidente Dr. Jaques Neves, à presidência da Alepa e também ao governo do Estado, via Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). O evento é aberto ao público e a entrada é gratuita.

Hanseníase – Conhecida antiga (e pejorativamente) como Lepra, a hanseníase é uma doença crônica, transmissível, de notificação compulsória e investigação obrigatória em todo território nacional. Possui como agente etiológico o Micobacterium leprae, bacilo que tem a capacidade de infectar grande número de indivíduos, e atinge principalmente a pele e os nervos periféricos. A capacidade de ocasionar lesões neurais, dando à doença alto poder incapacitar pessoas, é a principal causa de estigma e discriminação às pessoas vítimas. O Brasil ocupa a 2ª posição do mundo em registros de novos casos.

Serviço:

Data: 11/06

Horário: 14hs

Local: Auditório João Batista-Alepa

Texto: Joice Ribeiro, assessora de comunicação do deputado Dr. Jaques Neves


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.