Hanseníase no Pará é tema de Audiência Pública na ALEPA

Sem categoria
Reprodução / Site EBC

A Comissão de Saúde e a Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor, presididas respectivamente pelos deputados estaduais Jaques Neves (PSC) e Carlos Bordalo (PT), realizam, no próximo dia 11/06, uma Audiência Pública para debater o problema da Hanseníase no Pará e o combate ao preconceito sofrido por pessoas atingidas pela doença.

O evento contará com a presença de representantes do governo do Estado, da Sociedade Brasileira de Hansenologia (SBH), do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan) e demais entidades e pessoas interessadas pelo tema.

O aumento no número de casos de hanseníase entre pessoas com menos de 15 anos de idade no Pará é um dos fatores que levam o Parlamento paraense a debater o assunto. No último dia 13, representantes do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) foram recebidos no Estado para colher dados sobre o assunto. O Pará será um dos três entes da Federação incluídos no relatório que a ONU está elaborando sobre o tema.

As duas Comissões realizaram diligências nas duas ex-colônias que abrigaram pessoas acometidas pela doença no Pará: ex-colônia do Prata (Igarapé-Açu) e ex-colônia em Marituba. A visita contribuiu com dados técnicos para subsidiar o relatório elaborado pela ONU.

Os dados, depoimentos e propostas colhidos  durante a Audiência Pública do próximo dia 11 serão levados pela Comissão de Saúde da Alepa, por meio do presidente Dr. Jaques Neves, à presidência da Alepa e também ao governo do Estado, via Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). O evento é aberto ao público e a entrada é gratuita.

Hanseníase – Conhecida antiga (e pejorativamente) como Lepra, a hanseníase é uma doença crônica, transmissível, de notificação compulsória e investigação obrigatória em todo território nacional. Possui como agente etiológico o Micobacterium leprae, bacilo que tem a capacidade de infectar grande número de indivíduos, e atinge principalmente a pele e os nervos periféricos. A capacidade de ocasionar lesões neurais, dando à doença alto poder incapacitar pessoas, é a principal causa de estigma e discriminação às pessoas vítimas. O Brasil ocupa a 2ª posição do mundo em registros de novos casos.

Serviço:

Data: 11/06

Horário: 14hs

Local: Auditório João Batista-Alepa

Texto: Joice Ribeiro, assessora de comunicação do deputado Dr. Jaques Neves


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Tamanho da Fonte