Na defesa do pleno exercício sindical a única emenda aprovada ontem (18) na sessão ordinária foi da bancada do PT, que solicitou a retirada do artigo 2° do Projeto de Lei (PL) nº 386/2019, que estabelecia um número limite à participação de servidores em mandato classista. A emenda fora apresentada pelos deputados Bordalo, Dilvanda Faro […]

Emenda da bancada do PT assegura licença classista

Sem categoria

Na defesa do pleno exercício sindical a única emenda aprovada ontem (18) na sessão ordinária foi da bancada do PT, que solicitou a retirada do artigo 2° do Projeto de Lei (PL) nº 386/2019, que estabelecia um número limite à participação de servidores em mandato classista. A emenda fora apresentada pelos deputados Bordalo, Dilvanda Faro e Dirceu Ten Caten, e no processo de negociações assumida pelas demais lideranças partidárias.

O PL n° 386 altera, acrescenta e revoga dispositivos da Lei n° 5.539, de 10 de maio de 1989, e da Lei n° 5.810, de 24 de janeiro de 1994, este último do artigo 95°, que assegura ao servidor público licença para desempenho de mandato em confederação, federação, sindicato representativo da categoria, associação de classe de âmbito local e/ou nacional, sem prejuízo de remuneração do cargo efetivo. Com a aprovação da emenda supressiva ao PL o servidor público continua com o seu direito garantido, sem ressalvas aos sindicatos.

O PL do Executivo estabelecia a quantidade de servidores que poderiam participar de associação de classe de âmbito local e/ou nacional definido pelo número de associados às entidades: até 100 associados 1 (um) servidor sem remuneração; entidades com 101 a 300 associados, 1 (um) servidor sem prejuízo de remuneração do cargo efetivo; 301 a 500 associados, 1 (um) servidor sem prejuízo de remuneração do cargo efetivo e 1 (um) servidor sem remuneração; com 501 a 1000 associados, 1 (um) servidor sem prejuízo de remuneração do cargo efetivo e 2 (dois) servidores sem remuneração; e para entidades com mais de 1000 associados, 1 (um) servidor sem prejuízo de remuneração do cargo efetivo e 3 (três) servidores sem remuneração.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.