A violência intolerável contra a mulher no Estado do Pará.

Sem categoria
Volto a enfatizar sobre a
necessidade de a Assembleia Legislativa do Pará instalar uma Comissão
Parlamentar de Inquérito para se debruçar sobre este absurdo, que é a violência
intolerável contra a mulher no Estado do Pará.


Temos que fechar o cerco, também, contra essa
cultura machista e essa cultura do estupro. Depois do escabroso caso no Rio de
Janeiro, o Pará vivenciou um estupro coletivo em Juruti, envolvendo um
professor e em menos de cinco dias, outro caso, de um outro professor que
abusou sexualmente de duas meninas de sete anos, dentro de uma escola no
Acará. 

Não é possível a gente ter outra civilização, se
esse tipo de deformidade mental e comportamental  não for efetivamente
erradicada da sociedade. Tem que abrir uma CPI para que o Poder Legislativo,
exercendo o seu papel institucional, possa mobilizar a sociedade contra esse
absurdo que é a violência contra a mulher . Que o Poder legislativo possa
interagir com o Judiciário para que os casos de abuso sexual e de agressão
sejam levados a julgamento.

No Pará, mais de 30 mil casos de violência
contra a mulher esperam por julgamento. Até quando vamos ficar assistindo isso?


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.