Superintendência Regional da Receita Federal em Belém poderá ser extinta, denuncia Bordalo

Superintendência Regional da Receita Federal em Belém poderá ser extinta, denuncia Bordalo
Sem categoria
Sede em Belém também atende os demais estados da região norte / Reprodução – Dol

Com o argumento de reestruturar a Receita Federal, a 2ª Região Fiscal (RF) da Superintendência, com sede em Belém e que atende também os demais estados da região norte, poderá ser extinta pelo governo federal. A denúncia foi feita pelo deputado Bordalo (PT-PA) durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) nesta quarta-feira (12).

Bordalo, que preside a Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Alepa, disse na tribuna que a “Receita Federal no Pará é a presença amazônica na região norte”, e completa. “Já demitiram até o superintendente. Caso o cidadão que quiser cuidar de algo na Receita Federal, se, consolidado esse processo que foi deslanchado pela Presidência da República, através do comando a Receita, não conseguir atendimento on-line, ele terá que se dirigir até Brasília”, denunciou.

Sérgio Pinto, presidente da Delegacia Sindical do Sindifisco Nacional*, que representa os Auditores fiscais da receita, afirmou que pela proposta do “desaparelhamento” do órgão a 2ª RF e a 1ª, que atende os estados da região centro oeste, terão os atendimentos transferidos para uma Receita Federal com sede em Brasília e explica um dos impactos para a região amazônica.

“Temos fronteiras com sete países na Amazônia e ajudamos no combate ao narcotráfico e tráfico de armas. Agora você imagina uma estrutura centralizada em Brasília a três mil quilômetros de distância [de Belém] como irão coordenar qualquer ação nossa aqui de acompanhamento de proteção das fronteiras?”, questiona.

O delegado sindical do Sindifisco – Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil – ainda informa que um dos argumentos utilizados internamente por parte da cúpula de Brasília em defesa do projeto é de que o uso da tecnologia já é presente em grande parte das capitais. Sob esse argumento o deputado Bordalo, pontuou que a proposta segue na contramão da realidade do Pará e dos demais estados da região amazônica e faz um apelo.

“Portanto eu venho aqui lamentar e fazer essa denúncia e pedir aos empresários do Pará, trabalhadores, formadores de opinião, classe política para mobilizarmos para evitarmos esse prejuízo sem tamanho para a economia do estado”, declarou.

Assista ao vídeo do deputado Bordalo sobre a denúncia: Clique aqui

Alteração para Delegado sindical Sindifisco: 17/06/19 às 16:29


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.