A  Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) realiza nesta segunda-feira (19), às 14h, no Auditório João Batista, no segundo andar da Alepa, uma Sessão Especial sobre o Enfrentamento da Violência no Pará. O tema é baseado na Campanha da Fraternidade 2018: “Fraternidade e Superação da Violência – […]

Violência no Pará é tema de Sessão Especial na Alepa nesta segunda, 19

Sem categoria





A  Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) realiza nesta segunda-feira (19), às 14h, no Auditório João Batista, no segundo andar da Alepa, uma Sessão Especial sobre o Enfrentamento da Violência no Pará. O tema é baseado na Campanha da Fraternidade 2018: “Fraternidade e Superação da Violência – Em Cristo Somos Todos Irmãos (Mateus 23,8)”. O evento foi requerido pelo deputado estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da CDH/ Alepa. 


O Brasil registrou 59.080 homicídios em 2015. Isso significa 28,9 mortes a cada 100 mil habitantes. As informações são do Atlas da Violência 2017, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Apenas 2% dos municípios brasileiros (111) respondiam por metade dos casos de homicídio no país e 10% dos municípios (557) concentraram 76,5% do total de mortes. 

O Pará possui quatro dos 30 municípios mais violentos do Brasil: Altamira, Marabá, Marituba e Ananindeua. A forma e a velocidade como o crescimento econômico afeta o território é outro aspecto relevante. Por exemplo, um crescimento rápido e desordenado das cidades pode ter sérias implicações sobre o nível de criminalidade local. Foi o que aconteceu em Altamira, no rastro da construção da Usina de Belo Monte.

A cada 100 pessoas assassinadas no Brasil, 71 são negras. Os negros possuem chances 23,5% maiores de serem assassinados em relação a brasileiros de outras raças, já descontado o efeito da idade, escolaridade, do sexo, estado civil e bairro de residência. A violência no Brasil ressalta o drama da juventude perdida. De um lado a perda de vidas humanas e do outro lado a falta de oportunidades educacionais e laborais que condenam os jovens a uma vida de restrição material e de anomia social, que terminam por impulsionar a criminalidade violenta.

Devido ao seu alto grau de complexidade, o tema violência foi discutido, refletido e aprofundado em um seminário realizado em dezembro de 2016, na sede da CNBB, em Brasília, e escolhido como mote da Campanha da Fraternidade 2018.

A Campanha da Fraternidade é realizada anualmente pela Igreja Católica Apostólica Romana no Brasil, sempre no período da Quaresma, com o objetivo de despertar a solidariedade entre os fieis e apontar soluções para os problemas abordados. 

SERVIÇO: Sessão Especial sobre o Enfrentamento da Violência no Pará, com base no tema da Campanha da Fraternidade 2018. Nesta segunda-feira, dia 19, às 14h, no Auditório João Batista, no segundo andar da Assembleia Legislativa do Pará. Entrada franca. 

Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

  1. Seria bem melhor ampliar a discussão sobre o conceito de violência e alcançar a violência perpetrada pelo atual governo do Estado no que tange às intensificação da política de "arrocho salarial" do funcionalismo público estadual. Ou discutir a violência perpetrada também quanto às condições do transporte público em Belém. Amplie deputado o conceito e a discussão será bem mais interessante, porque discutir a violência urbana da forma proposta, vai-se falar de estatísticas sobre a morte de quem está ao redor do sistema, dos moradores das periferias, dos usuários dos péssimos serviços públicos etc… Ou seja, a parte da sociedade que só é vista pelos políticos por ocasião das eleições.

    Permalink

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.