PREVENÇÃO

Setembro Amarelo, Bordalo alerta sobre o aumento de casos de suicídios no Pará

De autoria do parlamentar, tramita na Alepa o PL Nº 288/2019, que propõe medidas de conscientização, prevenção e combate à depressão, à automutilação e ao suicídio nas escolas públicas e privadas do Estado
Foto: Ozeas Santos AID/Alepa

O Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio. Em sessão ordinária da Assembleia Legislativa do Estado Pará-Alepa ocorrida no plenário Newton Miranda desta terça-feira (08), o presidente da Comissão de Direitos Humanos, Deputado Bordalo, alerta sobre o aumento das ocorrências de casos de suicídio no Estado. 

“No Pará os casos de suicídio não param de crescer, em 2018 foram registradas 331 notificações, o que corresponde a média de uma pessoa tirando a própria vida a cada 25 horas no nosso estado, o número chega a ser 37,3% superior ao total de casos registrados um ano antes”.

De autoria do parlamentar, tramita na Alepa o Projeto de Lei Nº 288/2019, que dispõe sobre a inclusão de medidas de conscientização, prevenção e combate à depressão, à automutilação e ao suicídio no projeto pedagógico das escolas públicas e privadas do Estado. Tendo em vista que os registros do Ministério da Saúde mostram que, de 2007 a 2016, 106.374 pessoas ceifaram a própria vida. No Pará, os dados abrangem o período de 2011 a 2016, com registro de 1.497 ocorrências de suicídio.

Leia mais: Projeto de Lei institui medidas pedagógicas de prevenção à depressão e suicídio nas escolas do Pará

Não são apenas números

Segundo dados coletados pelo Jornal O Liberal, junto ao Ministério da Saúde e o Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2019, a comparação de ocorrências do começo da década, a elevação de pessoas que morrem por suicídio chega em torno dos 50%. Dessa maneira, a taxa geral padronizada de mortalidade cresceu para 2,8 por 100 mil habitantes, em 2017 e para 3,9 em 2018. E ainda mediante informações da pasta de Saúde, no último ano do levantamento foram registrados 275 óbitos por suicídio no Pará, tendo maior ocorrência na população de cor parda (229) nas idades entre 20 e 29 anos. Ainda em 2016, foram notificadas 40 tentativas de suicídio no Estado, sendo 31 casos em pessoas do sexo feminino e nove do sexo masculino. Esse levantamento confirma a alta incidência de jovens que precisam de cuidado e atenção. 

De acordo com a Organização Panamericana da Saúde-OPAS para cada ocorrência, existem muito mais pessoas que tentam tirar suas vidas a cada ano. A tentativa de execução prévia é o fator de risco mais importante para o suicídio na população e esta problemática é a segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos. Ainda segundo a OPAS 79% dos suicídios no mundo ocorrem em países de baixa e média renda. 

Prevenção

Informações do G1 Pará de setembro de 2019 a partir de dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde mostram que Santarém,oeste do Pará, está entre as localidades onde mais foram registrados suicídios nos últimos anos. E suas ocorrências estão entre jovens de 12 a 17 anos e suas motivações mais frequentes são por bullying escolar, traumas ou abusos, e depressão, diz a psicóloga do Hospital Municipal Dr. Alberto Tolentino Sotelo (HMS), Ligia Ferreira.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) busca alertar sobre a necessidade dos governantes mundiais determinarem estratégias nacionais que instituem medidas preventivas e informações acessíveis a fim de auxiliar a população a lidar com a temática, o qual geralmente está rodeado de tabus e incompreensão. A taxa mundial sofreu uma rápida queda de 9,8% entre 2010 e 2016, contudo houveram 800 mil casos de suicídio mundialmente, ou seja, uma pessoa morta a cada 40 segundos.

Texto: Thaís Peniche – Estagiária

Edição: Lilian Campelo – Ascom Bordalo


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.