PTB e PR na disputa pela reeleição

Blog do Bordalo dududududud
Já o PTB (leia nota acima), legitimamente, quer dar um salto daquilo que conseguiu acumular nas eleições municipais e é inegável o peso do prefeito Duciomar na capital. Não reconhecer isso é um erro decisivo. Contudo, fora de Belém, a presença dele ainda é nula.
O PTB almeja aliança com quem possa lhe dar essa ponte para o interior e, por outro lado, como é típico de grupos pessoalizados, não existe muita perspectiva para o partido no pós-Duciomar. Então, ele está “entre a cruz e a caldeirinha” e pode desperdiçar esse capital se optar por acordos que o povo não seja capaz de entender, no caso uma mudança tão rápida de postura em relação ao deputado Jáder Barbalho.
Na realidade, os movimentos do prefeito de Belém são “bóias” para preservar seu mandato, pois, como todos sabem, enquanto escrevo essa postagem ele está sendo julgado por crime eleitoral, sob alto risco de cassação.
Também me pergunto se o ex-deputado Priante vai aceitar tão passivamente esse acordo, pois, se o fizer, eu mesmo serei um dos que irão protestar, afinal, fui um de seus apoiadores no segundo turno das eleições municipais, reuni os que me apoiam e fui às comunidades pedir votos para o PMDB. Acredito que, antes de tomar tal decisão, o ex-deputado deveria procurar quem o apoiou no “segundo tempo” da disputa contra Duciomar.

Balões de ensaio e chapas reais

Considero que o PTB tem dois ótimos nomes para compor a chapa com a governadora Ana Júlia: justamente o ex-prefeito de Marabá, Tião Miranda, e o empresário Fernando Yamada. Seriam ótimos vices-governadores, cargo que é o que o PTB busca de verdade e o PT já sinalizou que aceita conversar sobre essa possibilidade.

Também o PR é, hoje, um ator importante na cena política paraense, tem importantes prefeituras, tem bancada forte na ALEPA (deputados Adamor Aires e Jr. Hage), tem exspressão na bancada federal com o deputado Lúcio Vale e tem a oferecer o nome de uma referência política – o vice-prefeito Anivaldo Vale – que casa como uma luva na chapa da governadora Ana Júlia, seja como vice, seja como candidato ao Senado.

Neste cenário ainda de acerto, continuo defendendo que o melhor para o Pará, o melhor para os partidos da base aliada do governo do presidente Lula, é uma chapa encabeçada pela governadora Ana Júlia, Jáder e Paulo Rocha senadores e um representante do bloco PTB/PR para vice. Na impossibilidade deste cenário, Ana governadora, Tião Miranda vice, Anivaldo e Paulo Rocha para o Senado. Tenho absoluta certeza que essa chapa é poderosissíma.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Leave a Comment

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.