Foto: EBC Em resposta à crescente epidemia de sífilis congênita verificada nos últimos anos no Pará o Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT-PA) apresentou, durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (26), Projeto de Lei (PL) que cria o Programa Estadual de Resposta Rápida à Sífilis Congênita.  De acordo com a pesquisa Tendência da Sífilis […]

PL institui criação de programa estadual para redução de sífilis durante a gravidez

Sem categoria

Foto: EBC

Em resposta à crescente
epidemia de sífilis congênita verificada nos últimos anos no Pará o Deputado
Estadual Carlos Bordalo (PT-PA) apresentou, durante sessão ordinária na
Assembleia Legislativa nesta terça-feira (26), Projeto de Lei (PL) que cria o
Programa Estadual de Resposta Rápida à Sífilis Congênita. 

De acordo com a pesquisa
Tendência da Sífilis Congênita no Estado do Pará até 2025 apresentado no Programa de Pós-graduação em Doenças Tropicais
da UFPA, de 2006 a 2013 houve um aumento gradativo na incidência de casos de
sífilis congênita, que é a transmitida da mãe para o bebê durante a gravidez. A
pesquisa estima que nas mesorregiões com maiores tendências de crescimento da
doença até 2025 são Tapajós, Carajás e Rio Capim. 
Ainda segundo a dissertação
o diagnóstico precoce e tratamento da gestante
são medidas
relativamente simples e bastante eficazes na prevenção desse tipo de doença, o
que evidência que a ocorrência indica falhas dos serviços de saúde,
principalmente na atenção ao pré-natal.
Nesse sentido o PL,
ainda sem número, propõe reorientar as intervenções sanitárias que são feitas
no estado e município, em especial no Baixo Amazonas, Carajás, Metropolitana I,
Metropolitana II, Rio Caetés e Tocantins. 
O programa visa promover a mobilização social e institucional para enfrentamento
deste desafio em saúde pública; assegurar adequação para sensibilidade na
captação de casos de sífilis congênita e diminuir a subnotificação de casos em
gestantes; estimular a participação dos profissionais e gestores de saúde nas
atividades; reduzir as taxas de incidência de sífilis congênita e dar maior
visibilidade à doença. 
Doença
A Sífilis é uma infecção
contagiosa causada pela bactéria Treponema pallidum (T. pallidum) e ainda hoje
o combate e a prevenção é um dos maiores desafios à saúde pública. A
Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta que cerca de 937 mil pessoas são
infectadas, sendo que 10 a 15% destes indivíduos seriam gestantes, apresentando
70% de chances de transmitir o parasita aos seus conceptos, por falta de
tratamento adequado.
A doença pode ser
transmitida por relação sexual sem camisinha com uma pessoa infectada. No caso
da Sífilis congênita o contagio para a criança se dá durante a gestação ou
parto nos casos em que não houve tratamento.
Para ter acesso ao PL Programa Estadual de Resposta Rápida à Sífilis
Congênita: clique aqui

Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.