Parlamentar repudia casos de racismo e agressão a jovens negros em Belém

Sem categoria
O deputado estadual Carlos Bordalo (PT), presidente
da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia
Legislativa do Pará (Alepa), denunciou na tribuna do parlamento paraense dois
casos de racismo que ocorreram recentemente em Belém. O parlamentar declarou
repúdio às manifestações racistas que atingiram o estudante de Engenharia
Elétrica Daniel Carvalho Costa na Universidade Federal do Pará e o estudante de
Jornalismo Bruno George Barbosa no Shopping Bosque Grão-Pará.
Conforme noticiado pela imprensa local, Daniel
Carvalho Costa foi impedido de entrar no Campus Guamá da UFPA por seguranças da
universidade, na última sexta-feira, 19, quando estava na companhia de três
amigos. Daniel protocolou denúncias na Ouvidoria e na Reitoria da instituição e
pretende ir à Divisão de Investigação e Operações Especiais (DIOE) para fazer
um boletim de ocorrência.

Segundo Daniel, todos estavam entrando no campus sem
que lhes fossem exigidos documentos de identificação e sem que sofressem
qualquer tipo de abordagem, mas ele e seus amigos – que integram o grupo de rap
TQSS e iam a uma festa promovida pelo curso de Serviço Social no Bloco K –
foram barrados. “Dois seguranças e um porteiro cercaram a gente e pediram
nossos documentos, perguntando onde íamos. As outras pessoas estavam entrando e
eu ainda indaguei sobre isso. Eles disseram que era ordem da Reitoria”, declarou
o estudante, que tentou se identificar com o comprovante de vínculo à
universidade, mas os seguranças alegaram que o documento seria falso. O
estudante também acusa de agressão o porteiro de uma empresa terceirizada, que
teria lhe dado uma cotovelada no peito durante a discussão.

O deputado Carlos Bordalo encaminhou moção à UFPA e
à DIOE solicitando providências para esclarecer o caso. A decisão será levada
ao conhecimento da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Pará), Sociedade Paraense
de Direitos Humanos (SDDH), Centro de Estudo e Defesa do Negro (Cedenpa) e
Ouvidoria do Estado do Pará. “Solicitamos providências aos órgãos competentes
para esclarecer a denúncia de racismo e agressão contra o estudante, bem como
para punir os agressores. Toda a sociedade precisa se mobilizar contra todas as
formas de preconceito e racismo”, disse o parlamentar.

Cinema

Na última segunda-feira, 22, por volta de 22h15, o
estudante de jornalismo Bruno George Barbosa foi ao Shopping Bosque Grão-Pará
para assistir a um filme com um amigo. No entanto, os dois jovens foram
barrados pelo segurança do local, sob a alegação de que precisavam apresentar
os ingressos para a sessão. Bruno é negro e o amigo é moreno e estava trajando
bermuda e sandália. Nesse mesmo intervalo, outros três amigos dos estudantes tiveram
o acesso liberado para a mesma sessão. “Nossos três amigos são brancos. Isso é
claramente uma seleção étnica e de padrão, tentando colocar dentro do shopping
somente a beleza branca da elite paraense”, desabafou o jovem, que pretende
ingressar judicialmente contra o shopping. O caso está sendo acompanhado pela
Comissão de Direitos Humanos da Alepa.

    

Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.