Pará tem 594 profissionais do programa Mais Médicos

O Programa Mais Médicos leva mais nove profissionais para reforçar o
atendimento em atenção básica no Pará. Com a chegada deste novo grupo, o
estado passa a ter 100% da sua demanda atendida pela iniciativa do
governo federal, o equivalente 549 médicos. A atuação desses
profissionais impacta na assistência de 1,9 milhões de pessoas.


Em todo o país, mais de 3.500 médicos começam suas atividades nos
municípios a partir desta semana. Deste total, 238 estão alocados na
região Norte. Eles foram aprovados no módulo de avaliação do programa,
etapa obrigatória para que recebam o registro profissional provisório e
iniciem o atendimento à população. O reforço desse grupo garante o
cumprimento da meta estabelecida pelo governo federal de levar 13.235
médicos para a atenção básica, especialmente às regiões mais
vulneráveis. Com isso, 100% das vagas apontadas pelos municípios que
inicialmente aderiram ao Programa passam a ser atendidas.


“Com esse programa, estamos conseguindo prestar atendimento a uma
quantidade muito maior de pessoas, com maior qualidade, tratar o povo
com dignidade e com mais respeito. A grande maioria dos brasileiros que
estamos atendendo nunca teve contato com uma equipe de saúde da família
completa”, ressalta o ministro da Saúde Arthur Chioro.


Mais de 75% dos 13.235 médicos estão alocados em regiões como o
semiárido nordestino, periferia de grandes centros, municípios com IDHM
baixo ou muito baixo e regiões com população quilombola, entre outros
critérios de vulnerabilidade. Em relação à distribuição por região, o
Sudeste e o Nordeste concentram o maior número de profissionais, com
4.170 e 4.147 médicos respectivamente. O Sul conta com 2.261, seguido do
Norte (1.764) e do Centro-Oeste (893). Outros 305 médicos estão atuando
em distritos indígenas.


Desde o início do programa, a presença dos profissionais que estão em
atuação em todo o país já traz resultados positivos na assistência à
população. Um levantamento do Ministério da Saúde feito em municípios
que receberam profissionais do Mais Médicos mostrou que, em novembro de
2013, houve um crescimento de 27,3% no atendimento a pessoas com
hipertensão em comparação com o mês de junho do mesmo ano, antes da
chegada dos profissionais.


Houve aumento ainda, neste mesmo período, de 14,4% na assistência a
pessoas com diabetes, de 13,2% no número de pacientes em acompanhamento e
de 10,3% no agendamento de consultas. Nas cidades que contavam com
médicos do programa foram realizadas 2,28 milhões de consultas em
novembro, 7% mais que o total registrado em junho. O levantamento foi
feito em 688 municípios onde atuavam 1.592 médicos.
Fonte: G1 PA http://migre.me/iPy4o

Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.