O sensacionalismo Global contra Belo Monte

Blog do Bordalo uhebm
Lamentável, cínica, demagógica e eleitoreira. São as quatro melhores palavras para classificar a reportagem de ontem, do Fantástico, na Rede Globo,sobre a usina de Belo Monte. Quem assistiu pensa até que a emissora aderiu ao “ecossocialismo”, mas não se engane, leitor, se trata de tentar desgastar a candidatura da ministra Dilma, desqualficando o PAC, que passa a ser reconhecido ao invés de combatido como “inexistente”, e dar uma mãozinha para a campanha “ambientalista” de Marina Silva.

A reportagem ignorou que a sociedade brasileira debate a construção de Belo Monte há 20 anos, entre polêmicas, idas e vindas, que já alteraram 100% do projeto inicial, a fim de torná-lo socialmente justo e ambientalmente correto e respnsável com a conservação da natureza e da cultura da região. Ignorou que já são 1,4 bilhões previstos só para as compensações sócio-ambientais. Ignorou que o projeto já está dotado de todas as certificações e estudos ambientais necessários. Finge que não vê que o Brasil e o Pará precisam produzir energia limpa (que parece não preocupar certo tipo de “ecologista”) e barata para sim – e porquê não? – sustentar um crescimento alto e distribudor de renda e riqueza, como vem ocorrendo nos últimos 8 anos.

Dizer que os índios lutam para “preserar seu paraíso”, mostrá-los dizendo que não sabem se os rios vão secar e que isso acabará com “água para beber” e “peixe para comer” e a famosa índia que “levantou seu facão” contra a obra nos anos 80 “temerosa” quanto à sua filha pequena e sua “mãe velhinha” é uma manipulação da informação que merece o acionamento imediato do Judiciário. Nem uma dessas coisas está em questão.

Mais ridícula do que a reportagem exibida, sensacionalista e claramemente uma peça publicitária contra a hidrelétrica, só a presença de um cineasta que sequer produziu um filme sustentável em sua produção e, claro, desconhece completamente que Belo Monte é uma obra radicalmente distinta dos tais “grandes projetos” que vigoraram durante a ditadura. Basta conhecer o projeto, o que o blog vai começar a ajudar a opinião pública democrática a fazer a partir de hoje.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

  1. A rede Globo é pura demagogia, não pode mais esperar uma lei de imprensa no Basil.

    Permalink
  2. Esse caso é como disse aquele um: quem não quer Belo Monte que comece a economizar energia.

    Permalink
  3. Boa Deputado! Faltava você entrar nessa discussão de com força.

    Permalink
  4. Um absurdo essa manipulação eleitoral cara de pau e ninguém faz nada pra proibir esse abuso.

    Permalink
  5. Esa diferença é q a esquerdalha e a direitalha fingem desconhecer. O BM é totalmente diferente dos grande projetos anteriores, teve participação popular, teve compensação, teve tudo. Agora não tem mais demora, é erguer esse bichão.

    Permalink
  6. Eu já ví esse filme da Rede Globo ou ENGANAOPOVO.
    Na realidade existem segmentos que jamais admitiram que o nosso povo amazônida se liberte do atraso,continue sendo alheio a tecnologia e as melhorias sociais.
    O Pessoal do sul e sudeste arrazaram com a Mata Atlântica e agora acham que podem ditar as ordens aqui.
    Estou com Vossa Excelência!
    Professor AUGUSTÃO

    Permalink

Leave a Comment

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.