O orçamento 2010 e a vitória da política

Blog do Bordalo Faleirão
Encerrou-se, como vocês acompanharam pelos jornais, a “guerra do orçamento”. Foi tenso, delicado e até sofisticado, mas a política prevaleceu. Não se deixe levar, amigo e amiga leitora, pela idéia de que o governo foi derrotado. Estivemos decidindo os investimentos de um ano eleitoral, um ano decisivo, diga-se de passagem, onde está em questão a manutenção das forças populares no comando do governo estadual e federal. Então, não era pouca coisa em jogo.

Além do mais, temos o PMDB ainda indeciso quanto ao que fazer em 2010 no Pará, com grande chances de conseguirmos costurar um acordo com o PT, posição defendida sem vírgulas pelo nosso Diretório Estadual. Tivemos um PSDB em crise, divido, com Almir e Jatene numa queda-de-braço e, ao mesmo tempo, atuando coincidentemente ante a vitória interna de Jatene, o que levou os tucanos a quererem mostrar serviço, seriedade e unidade (o que não têm) para a sociedade. O PTB, por sua vez, estava agitado, com seu prefeito da capital cassado pela Justiça, operando apoios políticos para ele. Todo esse caldeirão levou aos dilemas assistidos na votação da LOA.

No final, 18% de margem livre de remanejamento, onde ressalto a responsabilidade dos tucanos (15%), que apresentaram proposta maior do que a do PMDB (10%), convencido a gerar um inferno para ser ouvido pela articulação política do governo. Também o acordo, chancelado entre nosso líder na Casa, Airton Faleiro, com aquiescência da governadora (o resto é palpite, desmando e disse-me-disse), de não fazer convocação extraordinária e votar só em fevereiro o empréstimo com o BNDES.

Teremos tempo, portanto, para acertar o passo da nossa articulação política, distencionar a relação com o parlamento e fazermos bons acordos pelo bem do Pará e do nosso povo. Política, como se sabe, não é um jogo de cartas marcadas, é uma caixinha de surpresas, cujos mistérios se revelam com diálogo e construção de posições.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

  1. Palmas pro Faleiro que foi homem e chamou pra si a responsabilidade de safar o governo apesar a governadora ter a cara de pau de dar razão ao incompetente de pai e mãe Claudio Puty, a quem o povo deve atirar estrume!

    Permalink
  2. Se o quadrúpede-chefe continuar sendo o principal operador da governadora, o PT vai pagar ano que vem pelas subvaidades dele.

    Permalink

Leave a Comment

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.