O fracasso do governo Jatene na segurança pública começa em casa: 30 PMs assassinados!

Como disse em meu twitter, governos do PSDB de SP e DEM(O) de SC sob cerco do crime organizado. Fracassaram no controle da ordem pública.

Aqui no Pará também há um retumbante fracasso da segurança pública, fato denunciado sistematicamente pelo meu mandato, neste blog e agora estampado em reportagem do jornalista Dilson Pimentel e publicado no jornal “O Liberal”. Desta vez, a denúncia feita por associações de policiais militares que já houve o assassinato de 30 PMs no Pará. 


Mais abaixo, você vai ler o texto da blogueira Franssinete Florenzano que evidencia o Pará parado: o MP entrou na justiça para que o Estado do Pará recomece as obras do centro oncológico pediátrico, que tinha término previsto para 31.dezmbro2012… e nada. 


Boa quinta-feira, bom trabalho!

A denúncia da insegurança pública em relação aos PMs
Associações de policiais militares denunciam os assassinatos de PMs, no Pará. E dizem que o Estado não dá segurança àqueles que têm a missão de proteger o cidadão. O Comando da Polícia Militar contesta o número de mortes e cita as ações para melhorar o trabalho dos policiais em todo o Estado. Reportagem publicada em O Liberal. Texto: Dilson Pimentel. Foto: Frederico Mendonça.

Clique na imagem para ler toda a reportagem.

Blog da Franssinete:
HOL, Sead e Polícia na mira do MPE-PA

O promotor de justiça da Infância e Juventude Ernestino Roosevelt Silva Pantoja, em ação civil pública contra o Estado do Pará, requereu medida liminar para obrigar o reinício imediato das obras do centro oncológico pediátrico do Hospital Ofir Loyola, cujo término estava previsto para o dia 31.12.2012. O Ministério Público constatou que as obras estão paradas desde o ano passado, sob alegada ampliação de leitos, o que não foi comprovado. No dia 27.11.2012 foram requisitadas informações, mas até hoje o MP aguarda a resposta.

Por sua vez, a promotora de justiça de Direitos Constitucionais Fundamentais, Defesa do Patrimônio Público e Moralidade Administrativa, Elaine Castelo Branco, expediu recomendação à Sead e à Polícia Civil em relação ao concurso público nº C-160 e C- 161, para tomada de todas as providências necessárias a fim de garantir os direitos dos candidatos inscritos no concurso anulado. O não cumprimento poderá caracterizar ato de improbidade administrativa.

Foi instaurado procedimento preparatório para apurar possíveis irregularidades no concurso para o preenchimento de vagas para delegado, escrivão e investigador. Com a anulação do concurso, já foi publicado no DOE do dia 25.01.2013 o edital nº 01/2013-SEAD-PA oferecendo vagas para os cargos de delegado, investigador, escrivão e papiloscopista.

 Leiam aqui a recomendação na íntegra.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.