O Brasil está de luto por Santa Maria! Minha integral solidariedade às famílias enlutadas!

Todos nós estamos irmanados com a dor das famílias dos jovens mortos na tragédia ocorrida ontem de madrugada na boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. 

Já se sabe que uma paraense se salvou, mas um jovem paraense faleceu juntamente com mais de 230 jovens!

Que a tragédia de Santa Maria sirva de referência para uma mudança cultural, legislação e vistorias preventivas. E que sejam responsabilizados e punidos todos os envolvidos, pois a nota dos
dos donos da Boate Kiss é reveladora do que a ganância faz: uma porta única!

Quem liberou a licença deste matadouro? E por que havia o dobro de pessoas permitido na boate?  O limite de público na boate Kiss era de no máximo 1000 pessoas, tinha mais de 2000.

Outro ponto: uso de sinalizadores em locais fechados. É uma imbecilidade que deve ser proibida.

 Minha solidariedade a todos os que sofrem pelas inúmeras perdas de seus entes queridos e diante de tanta omissão! Registro também a solidariedade efetiva prestada pela presidenta Dilma e governo federal. A presidenta cancelou agenda oficial no Chile e foi com a euqipe de ministros confortar as famílias enlutadas.
O Brasil está de luto! 

Clique aqui para ver imagens da tragédia.

Texto que circula na internet. De Fabricio Carpinejar:

“Morri em Santa Maria hoje. Quem não morreu? Morri na Rua dos Andradas, 1925. Numa ladeira encrespada de fumaça. A fumaça nunca foi tão negra no Rio Grande do Sul. Nunca uma nuvem foi tão nefasta.
 Nem as tempestades mais mórbidas e elétricas desejam sua companhia. Seguirá sozinha, avulsa, página arrancada de um mapa. A fumaça corrompeu o céu para sempre. O azul é cinza, anoitecemos em 27 de janeiro de 2013. As chamas se acalmaram às 5h30, mas a morte nunca mais será controlada. 
Morri porque tenho uma filha adolescente que demora a voltar para casa. 
Morri porque já entrei em uma boate pensando como sairia dali em caso de incêndio. Morri porque prefiro ficar perto do palco para ouvir melhor a banda. 
Morri porque já confundi a porta de banheiro com a de emergência. 
Morri porque jamais o fogo pede desculpas quando passa. 
Morri porque já fui de algum jeito todos que morreram. 
Morri sufocado de excesso de morte; como acordar de novo? 
O prédio não aterrissou da manhã, como um avião desgovernado na pista. A saída era uma só e o medo vinha de todos os lados. 
Os adolescentes não vão acordar na hora do almoço. Não vão se lembrar de nada. Ou entender como se distanciaram de repente do futuro. 
Mais de duzentos e cinquenta jovens sem o último beijo da mãe, do pai, dos irmãos. Os telefones ainda tocam no peito das vítimas estendidas no Ginásio Municipal. 
As famílias ainda procuram suas crianças. As crianças universitárias estão eternamente no silencioso. 
Ninguém tem coragem de atender e avisar o que aconteceu.” (Fabrício Carpinejar)

 


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.