A novidade da política paraense é Ana Júlia

Blog do Bordalo Lucio
Seguindo a dinâmica de hoje, de comentar certas posições políticas manifestadas na imprensa, aproveito para opinar sobre principal matéria do Jornal Pessoal desta semana, Não há favorito, do renomado jornalista Lúcio Flávio Pinto.

Nela, a tese central de Lúcio é a seguinte:”Nenhum dos pré-candidatos ao governo do Estado em 2010 parece ter força eleitoral suficiente para uma vitória no 1º turno. Não há novidade alguma nas alternativas de nomes. O Pará, que enfrenta muitos desafios, precisa de um novo líder, que inexiste.”

Lúcio, ao longo do artigo, parece fazer uma análise negativa da preponderância das alianças sobre o carisma. Me estranha, porque contraria toda sua retórica histórica. A interdependência de PT, PMDB, PTB, PSDB etc, cada qual optando pela matriz que mais se afina com suas idéias e propostas, é bom para para a democracia, embora não seja tão conveniente quando se pensa em ganhar, de preferência o mais rápido e súbito o possível, uma eleição.

Quando fala de renovação, falta de líderes, embora considere o eleitor paraense em condições de abraçar uma nova série de personagens, está sendo injusto, pois numa arena que assiste Jáder, ex-governador por duas vezes, ex-senador, inclusive tendo presidido a Casa, e liderança mais longeva da nossa história recente; ou Jatene, ex-governador, ex-iminência parda de Almir Gabriel, ou o próprio, que se apresentou na cena eleitoral como possível candidato tucano, sendo ex-prefeito, ex-governador duas vezes, ex-senador, a governadora Ana Júlia é uma grata renovação.

Renova na idade, porque é mais jovem que os demais, na política profissional, na trajetória de figura pública, cujo início tem marco nos anos 80, no movimento estudantil. Renova por ser mulher, por estar em primeiro mandato no Executivo, por ser de esquerda. Ela é a completa síntese da “novidade”, tanto como personagem, quanto em ideologia e projeto político.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

  1. O Lucio Flavio fala de que renovação?
    Sempre criticou o Jader, o Almir, o Jatene, até o Edmilson. Agora é pau na Ana Julia.
    Que líder ele espera? O Dudu?
    Ou é só 'hay gobierno soy contra'?
    Papo chato, porque foge da disputa social para morrer na beira do umbigocentrismo.

    Permalink
  2. O Lúcio transformou-se no Ermitão do jornalismo local, fazendo do JP o cajado que só ele movimenta. Nos tempos da Redentora, é verdade, ele foi bastante patrulhado. Depois, ele tomou a iniciativa de autoconfinar-se.
    Hoje, por conta desse isolamento, ele não critica,ralha. Não analisa,sentencia. Com isso, mantém-se como uma espécie de testemunha de jeová e não permite qualquer tipo de transfusão em seu puro sangue.
    Uma pena, pois se trata de um craque, só que é daqueles que não passa a bola pra ninguém.

    Permalink

Leave a Comment

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.