Nenhum acordo entre os tucanos

O ex-governador Simão Jatene, como tucano que é, revôou da reunião que teria com o presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra, em Brasília. “Vestiu as calças”, como diz o povo. Bem no instante em que o coerente Almir Gabriel jurava que já estava pavimentado o caminho dele próprio para a segunda derrota a sofrer para os petistas ano que vem.
Jatene luta pela candidatura. Tem apoios internos para isso, além da melhor avaliação entre tucanos nas pesquisas de intenção de voto . Tem direito a tentar o que Almir lhe retirou em 2006.
Mas, a guerra vai ser de foice, basta ver o que disse hoje da tribuna o deputado Martinho Carmona. Em linhas gerais, chamou Jatene de preguiçoso por ter mais tempo para pescar do que disposição para visitar os municípios, qualidade que, segundo o colega pastor, teria de sobra Gabriel.
Está certíssimo o jornalista Paulo Bemerguy: “O PSDB, vocês sabem, não passa de um partido de expectativas”.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

  1. Do Na Ilharga.blogspot.com:

    Dedo na ferida.
    Depois de admitir a possibilidade de intervenção federal no Pará, o Tribunal de Justiça do Estado volta ao centro do debate sobre a questão fundiária, desta vez como réu. O Conselho Nacional de Justiça questiona o nosso TJE o porquê de ele manter engavetados cerca de duzentos processos referentes a crimes contra trabalhadores rurais.
    Por outro lado, o governo do estado acusa o nosso judiciário de ignorar, também, os inúmeros pedidos de anulação de títulos de terra que teriam sido griladas. Ou seja, paira no ar a sensação de que o tratamento dispensado não prima pela equidistância, fundamental para a função de julgador, quando o assunto é a questão agrária usando-se de dois pesos e duas medidas. Pelo posionamento do CNJ, percebe-se que a nota do PT, em solidariedade ao MST, não era tão improcedente quanto acusaram as entidades empresariais que contestaram a nota e solidarizaram-se com o TJE. Antes, ao contrário, a dita nota cobra do nosso tribunal o mesmo que o conselho cobra e pelo qual o tribunal deve se manifestar prestando os esclarecimentos pertinentes. Não ao PT, mas à sociedade paraense.

    Permalink
  2. Será que o Almir acalma o Viquinho?

    Permalink
  3. QUEM USA QUEM? JÁDER O VIC, VIC O JÁDER, ALMIR O VIC OU JÁDER O ALMIR?

    Permalink
  4. Ei Bordalo!!
    Como se explica a SEMA povoada de tucano!!Secretário Adjunto(filhote do DUDU)Chefe de Gabinete(trabalhou pessoalmente na campanha do Nilson Pinto)Lúcia Porpino(Diretora de Licenciamento)

    Permalink

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.