; Foto: Divulgação Instituto Evandro Chagas – pátio de uma das área da empresa Hydro   Após um ano do crime ambiental de vazamento de rejeitos da Hydro-Alunorte em Barcarena, movimentos populares e atingidos e atingidas de Barcarena e Abaetetuba organizam ato público em defesa das comunidades da região. A manifestação ocorrerá nesta segunda-feira, […]

Movimentos populares organizam ato pelos direitos dos atingidos em Barcarena

Sem categoria

 

;
Foto: Divulgação Instituto Evandro Chagas – pátio de uma das área da empresa Hydro

 
Após um ano do crime
ambiental de vazamento de rejeitos da Hydro-Alunorte em Barcarena,
movimentos populares e atingidos e atingidas de Barcarena e Abaetetuba organizam
ato público em defesa das comunidades da região. A manifestação ocorrerá
nesta segunda-feira, 18, com saída a partir das 6h em frente à Hydro com
caminhada até a Imerys.
O movimento partiu da
unidade entre movimentos sociais e diversas comunidades da região que incluem
homens, mulheres, jovens e crianças, indígenas, quilombolas, ribeirinhos,
trabalhadores e trabalhadoras do campo. 
A intenção é ampliar e fortalecer a aliança popular entre as associações
de moradores, centros comunitários e entidades representativa dos atingidos.
O manifesto convoca toda a
população atingida ou ameaçada pelas obras minerarias, portuárias, de
ferrovias e rodovias da região, assim como organizações sociais, movimentos,
entidades, sindicatos, parlamentares e veículos de imprensa e comunicação popular.
Como pautas do ato estão a
criação de uma mesa de negociação permanente entre o movimento em sua ampla
representação, com a integração dos órgãos do governo federal e estadual e as
empresas atuantes na região, Hydro Alunorte, Alubar e Imerys, para dar
encaminhamentos às demandas estruturais e emergenciais das comunidades
atingidas.
Também exigem a
participação de membros da sociedade civil organizada no Grupo de Trabalho
criado pelo governo do estado para a fiscalização de Barragens no Pará, sendo
os representantes escolhidos e organizados pela sociedade de forma independente
do governo.
Entre as demandas
emergenciais estão: abastecimento e distribuição de água mineral às famílias
atingidas, a realização de exames de sangue e de cabelo, assim como o tratamento
e equipes multiprofissionais de saúde para o atendimento à população. Além
disso, o reconhecimento e cadastramento imediato de todas as famílias atingidas
de comunidades não reconhecidas pelas empresas e inicio imediato de indenização
para as famílias cadastradas.

SERVIÇO
Ato público em defesa dos
atingidos por barragens em Barcarena e Abaetetuba
Data: 18 de fevereiro
Concentração: 6h em frente
à Hydro

Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.