Mais um capítulo histórico do desenvolvimento do Pará

Blog do Bordalo lulçadiscusorpalma
(Presidente Lula discursa na cerimônia que marca a inauguração da usina de biodiesel do grupo Agropalma e o início da comercialização do produto no estado do Pará/ Foto: Ricardo Stuckert)

Participei e vi o quanto foi histórica a atividade de lançamento do Programa Nacional de Estímulo à Produção de Óleo de Palma (dendê), ontem, com a valorosa participação do nosso presidente Lula, em Tomé-Açu. Ele terá capacidade de produção de 120 milhões de litros/ano de biodiesel, com um investimento de R$ 330 milhões, sendo R$ 237 milhões na área agrícola e R$ 93 milhões na industrial.
A cultura do dendê, para esse fim, tem crescido muito na região de modo sustentável, diferente de outros lugares. Com certeza, será um dos pólos do novo modelo de desenvolvimento do Pará, junto com a verticalização da produção com a ALPA.
Para dar base a esse investimeento, a governadora Ana Júlia vai distribuir mil certificados a pequenos produtores rurais da região, com a meta de chegar, em 3 meses, a 30 mil.
Para vocês terem idéia da importância disso, na mesma oportunidade a Petrobrás lançou também a produção de biodiesel em Portugal, em parceria com o grupo Galp Energia. Este e o nosso são as duas prioridades, nessa área do dendê, do país.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

  1. Prefeitos e vereadores da região da Transamazônica manifestaram total apoio à construção da Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu. O apoio veio em forma de uma carta entregue ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e à governadora Ana Júlia Carepa na tarde de ontem, em reunião no auditório do Palácio dos Despachos, sede administrativa do Governo do Pará.

    Na carta, as lideranças políticas reiteram a certeza de que a obra promoverá o desenvolvimento da região.

    Agora a expectativa dos prefeitos é quanto à realização do ato em defesa de Belo Monte, previsto para o mês de junho, que deve contar com a presença do presidente da República.

    "Estamos de acordo com a hidrelétrica, porque sabemos que ela representa o desenvolvimento para o Pará, para a nossa região e para todo o país", disse o presidente do Consórcio Belo Monte e prefeito de Anapu, Francisco de Assis dos Santos Sousa, o "Chiquinho do PT", ao entregar o documento ao presidente Lula.

    Segundo o prefeito, além de manifestar publicamente o apoio à construção da hidrelétrica, o objetivo do documento é garantir que o projeto trará benefícios à população local, como o crescimento do setor industrial e geração de empregos.

    Eraldo Pimenta, o presidente da Associação dos Municípios da Transamazônica (Amut), reiterou o que disse o prefeito de Anapu, e ressaltou que os prefeitos estavam ali para ouvir, do próprio Lula, a garantia de que as empresas vencedoras da licitação de Belo Monte cumprirão os acordos de compensação, como o investimento de R$ 500 milhões na infraestrutura da região. "Queremos um empreendimento com condições de desenvolvimento", declarou ele.

    APOIO

    A governadora Ana Júlia Carepa disse não ter dúvida de que a hidrelétrica permitirá o desenvolvimento da Transamazônica e do restante do Pará. Ela garantiu que a obra fará com que a energia fique no Estado, para que haja a transformação da riqueza mineral pela indústria no próprio território paraense.

    "Com isso, presidente, caminhamos na mesma direção: governo e povo. A pobreza no Pará não é ficção e, para combatê-la, precisamos da energia elétrica de Belo Monte", enfatizou a governadora.

    Lula ressaltou que há 30 anos se discute no Brasil a construção da hidrelétrica de Belo Monte e disse que, ao estar na presidência do país, descobriu o potencial energético hídrico brasileiro, em especial o da região amazônica.

    "É uma energia limpa, não poluente e barata. Ao defender a hidrelétrica, não defendo as mazelas do passado, que não respeitaram os povos ribeirinhos, a população indígena e os recursos naturais. Não podemos prescindir de um bem que Deus deu para o Estado do Pará, porque o Estado não pode mais ser exportador de matéria prima e depois importar produtos a peso de ouro", afirmou o presidente.

    Ele concluiu o encontro com os prefeitos comentando que muita gente defende outras formas de produção de energia, como a eólica, porém "nenhuma é mais barata, menos poluente que a hidrelétrica". Para o presidente Lula, Belo Monte é um projeto que busca respeitar o meio ambiente e o povo brasileiro.

    Fonte: Agência Pará

    Permalink
  2. Essa é uma luta de décadas pelo desenvolvimento do Pará que só o governo do PT podia tornar realidade. Acho que o povo vai pensar bem e dar outra sova nessa tucanada.

    Permalink
  3. Sem dúvida o Pará entra numa nova era com a governadora Ana Júlia
    Se segurem tucanos que a reeleição vem aí.

    Permalink
  4. Sim apoi a LULA TUDO BEM MAS PRA ANA JUDA NUNCA.ELA ACABOU COM OS FUCIONARIOS PUBLICOS AONDE ELA TEVE SEU MAIOR APOIO,POIS ESSE APOI ELA NAO VAI TER NUNCA MAS DAGENTE

    Permalink

Leave a Comment

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.