Impunidade – Juiz de Marabá é a pedra no caminho da justiça

Blog do Bordalo Maria do EspC3ADrito Santo da Silva e JosC3A9 Claudio Ribeiro da Silva Arquivo CNS.preview

Mais de dois meses após o assassinato do casal de ambientalistas Zé Cláudio e Maria do Espírito Santo , a Polícia Civil tendo investigado e chegado aos executor e mandante, como falei neste blog e eis que agora a pedra no caminho da justiça é o juiz Murilo Lemos Simão,da comarca de Marabá. Ainda durante as investigações ele negou duas vezes os pedidos de prisão dos suspeitos.

Investigação concluída e com sucesso e nada do juiz mandar prender os assassinos. A família dos extrativistas, então, divulgou nota pedindo que o juiz Murilo Simão seja afastado da condução do processo. Para a família de Zé Cláuio e Maria do Espírito Santo, o juiz “contribuiu para que os supeitos fugissem”. O documento é assinado também pela CPT- Comissão Pastoral da Terra e pelo MST.

O inquérito policial sobre as mortes e entregue à Justiça na semana passada, apontou como mandante do crime ocorrido a 24 de maio, José Rodrigues Moreira, fazendeiro e dono de áreas dentro do assentamento Praialta Piranheira, onde viviam Zé Cláudio e Maria. É suspeito de ter cometido o assassinato o irmão de Moreira, Lindonjonson Silva Rochaque teve ajuda de Alberto Lopes do Nascimento.

O juiz precisa ser imediatamente afastado e é urgente que este crime, bem como todos os crimes contra companheiros e companheiras do campo, corra no âmbito federal, seja federalizado. A CUT esteve dia 25 com o governo federal, no ministério da Justiça, Direitos Humanos e Secretaria geral da Presidência da República, em Brasília, cobrando do governo a federalização dos crimes contra lideranças rurais e pedindo proteção aos “marcados para morrer”. Leia mais aqui.

E o governo Jatene precisa pressionar o Judiciário para que tenha efeito e andamento o trabalho feito pela Polícia Civil.

Sobre o clima  de abandono do Estado em Nova Ipixuna, leia aqui.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Leave a Comment

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.