Governo Jatene não toma providências cabíveis e abusos sexuais continuam na colônia penal Heleno Fragoso

Sábado de muitas atividades e debates de organização  da minha pré candidatura no PT a prefeito de Belém. 

Na colônia Heleno Fragoso, constatamos que o governo do Pará não tomou providências para acabar com a farra na colônia penal e mais duas jovens sofreram abuso sexual, há mais violência contra a mulher. No post MP vai investigar desapropriação da Maternidade do Bebê.Processo custou aos cofres públicos cerca de RS$ 40 milhões, comentaristas falam sobre a continuidade da situação denunciada em setembro:

Deputado,
Os Embalos de Sabado a Noite, Continuam na Colônia agrícola Heleno Fragoso, em razão da omissão do Secretário de Segurança Pública Luís Fernandes e do Jatene. É muita irresponsabilidade.
Martins Peres
 ==

Deputado,
A farra na Colônia Heleno Fragoso, parece que nunca vai acabar, veja o que o preso de nome Gerson dos Santos, disse: “AS BEBIDAS ERAM PARA UMA FESTA QUE IA TER NA COLÔNIA”. “DESDE AQUELA HISTÓRIA DE SETEMBRO, NÃO MUDOU NADA, OS DETENTOS ENTRAM E SAI DA COLÔNIA, A HORA QUE QUEREM”.
 ==

Entendo, que o atual Secretário de Segurança Pública, mentiu à população, ao dizer que tinha tomados providências, depois do caso da menina estuprada e drogada naquela Colônia. Agora está provado, que ele, não tomou foi providência nenhuma. Deputado, está na hora de pedir a cabeça desse Lorota.
Antenor Galvão

 Blog do Bordalo Libp11

CPI revela que mais duas jovens foram abusadas em prisão do Pará

Adolescente de 14 anos foi estuprada em colônia agrícola perto de Belém. Relatório, obtido pelo iG, mostra quadro muito pior

Relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o tráfico de pessoas na Assembleia Legislativa do Pará confirmou a existência de uma rede especializada em abastecer a Colônia Agrícola Heleno Fragoso, em Santa Izabel, cidade distante 50 quilômetros de Belém, com prostitutas, drogas e armas. A investigação parlamentar foi aberta em setembro deste ano após uma adolescente de 14 anos ter sido abusada sexualmente dentro da cadeia durante quatro dias.
Além disso, o relatório aponta que havia pessoas especializadas em levar adolescentes para a unidade prisional. A investigaçãorevela também que os presos viviam em alojamentos em condições absolutamente insalubres. Alguns destes alojamentos estavam instalados onde antes viviam porcos e búfalos.
 Pelo relatório da CPI, além da adolescente de 14 anos, outras duas jovens também foram abusadas em setembro por detentos. Ambas tinham idade de aproximadamente 16 anos. Na investigação, os deputados descobriram que existia uma quitinete instalada nas proximidades de Santa Izabel, em uma localidade chamada Baixada Fluminense, que abrigava meninas e mulheres com o intuito de leva-las para dentro dos presídios. Uma espécie de “prostíbulo penitenciário”.
Uma das principais aliciadoras é uma mulher chamada Anne que até hoje está sendo perseguida pela Polícia Civil do Pará. Mas, segundo os deputados, outras mulheres também levavam prostitutas para o presídio. “Essa é uma situação que envolvia também maiores de idade e não era exclusiva de Heleno Fragoso”, disse o presidente da CPI do Tráfico Humano, Carlos Bordalo (PT). Os programas eram relativamente baratos. As prostitutas recebiam cerca de R$ 20 por programa.

Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Leave a Comment

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.