Governo do Estado perdeu os recursos do Sistema Nacional de informação de Segurança Pública, Prisionais e sobre Drogas. Descaso faz explodir a insegurança e criminalidade agradece! E aí, Jatene?

Falarei hoje na Alepa – Assembleia Legislativa do Pará sobre o gravíssimo problema da insegurança pública, um dos maiores fracassos da gestão tucana à frente do governo do Pará. São 240 homicídios por mês no Estado e como denunciei via twitter, os acadêmicos hoje dão o tom na segurança pública em detrimento de policiais operacionais. 

Aumentam os assaltos a bancos, os furtos, as mortes. Essa escalada da violência na Região Metropolitana de Belém e em todo o Estado, exigem mais do que números como resposta. E o descaso se vê até nas mínimas coisas, como a falta até papel nas impressoras para imprimir os boletins e ocorrências policiais!

Para fechar o ciclo do descaso, o governo perdeu recursos do Sistema Nacional de Informação de Segurança Pública, Prisionais e Sobre Drogas do Ministério da Justiça. 

Síntese cruel: a população abandonada e insegura e a criminalidade batendo palmas

E aí, Jatene?

Ótima reportagem feita pelo jornalista Dilson Pimentel e publicada em “O Liberal” de 12/nov/12, pág 5 Cad Cidades.

Resumo da minha fala hoje na Alepa

O problema da violência pública no Pará não é de forma alguma apenas uma sensação de insegurança como se tenta passar para a população. A violência é um fato real e provado em ações e números. E o Governo Jatene encontra na insegurança seu maior problema de gestão nestes quase dois anos de mandato ofertado pela população do Pará e vem fracassando completamente no quesito Segurança Pública.

 Os índices de criminalidade
cresceram sobremaneira, em especial nos crimes contra o patrimônio, como é o caso do Roubo a Banco, Roubo Comum e o Furto, e ainda sobressaltam os crimes violentos contra a vida, e nestes casos sem sombra de dúvidas que os homicídios por execuções aparecem como o grande vilão e sem controle pelo comando da segurança pública. São pelo menos 8 homicídios médios por dia no Estado do Pará, o que nos leva ao alarmente número de mais de 240 mortes no período de 30 dias, alcançando, dessa forma, índices de cidades com população muito superior a do nosso estado, não obstante o sub-registro, que os estudos da ONU indicam o patamar de 47%, assim como a modalidade de “comunicação de óbitos” e na “lesão seguida de morte”, costumeiramente aplicados nas ocorrências em unidades policiais e que falseiam as estatísticas para homicídios no Pará.

E para completar o verdadeiro caos da insegurança em nosso estado, o governo Jatene perdeu recursos do Sistema Nacional de Informação de Segurança Pública , Prisionais e Sobre Drogas do Ministério da Justiça, segundo reportagem amplamente divulgada na imprensa local. O Governo não apresentou condições técnicas para colaborar com o SINESP e perdeu os investimentos importantíssimos para o nosso povo. O SINESP queria informações sobre batalhões policiais, das ocupações físicas dos
policiais, do andamento das investigações e do atendimento à população.
Informações básicas e que deveriam estar disponível para pronto
atendimento.

Imagino que por um verdadeiro caos, Jatene preferiu não desnudar a insegurança em detrimento do recurso que viria para o Pará. Isso é imperdoável e demonstra descompromisso com a segurança pública.

Por fim, não tão menos importante, as unidades policiais acusaram ontem ao longo do dia que, imaginem, faltou papel nas impressoras, insumo básico e essencial para a materialidade da ocorrência policial e que sua falta
implica diretamente nas estatísticas oficiais.

Reportagem publicada em O Liberal a 7 de novembro. Mais uma prova do descaso tucano.

Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.