Galpões da CDP: o porto de Belém faz parte da nosssa história

A Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa já está visitando os galpões da CDP e logo mais publicaremos as fotos da nossa visita ao local.

Tenho indagado às autoridades do governo Jatene, ao próprio governador se são favoráveis ao fechamento do porto de Belém. A resposta tem sido o silêncio.

Acompanhem a reflexão a seguir, publicada no blog do companheiro deputado Valdir Ganzer:

Blog do Bordalo galpões CDP 2

A Companhia Docas do Pará administra o porto da cidade há tanto tempo que se perde na memória. Os galpões, guindastes e trabalhadores ficaram velhos e foram substituídos por outros homens e equipamentos mais modernos como os containeres fechados que acomodam outro tipo de mercadoria, muito diferente de um século atrás.

O comércio mundial se modernizou, os navios estão maiores, as cargas têm mais pressa em chegar, a economia paraense diversificou e hoje exporta madeira trabalhada em móveis, trigo, cimento, 50% de cargas adequadas em containeres.

 E justamente quando a CDP quer introduzir melhorias nos galpões 11 e 12 dando espaço para maior movimento de cargas ampliando seu processo de embarque e desembarque, eis que surge o secretário de cultura Paulo Chaves, que vem capitaneando outras forças políticas, não se sabe sob qual intenção, para “melar” o novo projeto.

A fim de esclarecer à sociedade e mostrar quem tem razão nessa história, solicitei, como membro da Comissão de Transportes da Assembléia Legislativa, que os deputados façam uma diligência junto à CDP, acompanhados de empresários da FIEPA e FAEPA que têm interesse direto no porto.

Pretendemos com isso dirimir dúvidas sobre a importância histórica dos galpões, a solução do transportes de veículos pesados até o Porto, a importância da modernização do porto para aquecer a economia do setor que emprega mais de mil servidores e tantas outras questões que ainda não estão bem esclarecidas.

A priori quero dizer que sou totalmente favorável às mudanças de modernização dos galpões 11 e 12. Também sou favorável à criação da nova via que vai ligar a Pedro Álvares Cabral através de uma ponte sobre o canal da Doca que vai dar uma nova dinâmica àquele corredor de tráfego.

Hoje, o porto de Vila do Conde responde por 75% do movimento de cargas; o de Belém, 15% e o Santarém, 10%. Com essas mudanças, o porto de Belém terá movimento maior podendo receber navios de 200 metros com capacidade para 60 tonelada ou pouco mais.

Para se avaliar em termos econômicos, a CDP gera, com o porto, riqueza de 900 milhões de reais por ano sendo que 40% desse dinheiro fica para o estado em forma de impostos e contribuições. Por isso, vamos reunir todas as forças interessadas em investir na modernização o porto e mantê-lo lá, gerando emprego, renda, e mantendo viva a história do Pará como região estratégica para o Brasil se relacionar com o mundo.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Leave a Comment

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.