DIREITOS

Estatuto da Igualdade Racial do Pará é proposta de PL do Deputado Bordalo

O Projeto de Lei (PL) foi construído em conjunto com organizações do movimento negro do Estado
Foto: Arquivo / TV Brasil

O Projeto de Lei N° 231/2020, de autoria do Deputado Bordalo, institui o Estatuto da Igualdade Racial no Estado do Pará e tem por finalidade garantir à população negra a efetivação da igualdade de oportunidades, a defesa dos direitos raciais individuais, coletivos e difusos.

Para o Deputado Bordalo, o Estatuto da Igualdade Racial do Pará será um marco histórico para a efetivação dos direitos e um instrumento de combate à discriminação racial e às demais formas de intolerância étnico-racial.

“O Projeto de Lei, reúne um conjunto de regras e princípios jurídicos que visam coibir a discriminação racial. Ele define políticas para que possamos avançar na promoção da mobilidade social de grupos historicamente discriminados e desfavorecidos”, defendeu Bordalo.

Leia mais: PL prevê cotas para candidatos negros em concursos públicos no Pará

O PL é resultado de construção coletiva com Cedenpa – Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará e organizações do movimento negro do Estado. O Projeto é robusto no que consiste a garantia de direitos à população negra e abrange direitos fundamentais como saúde, educação, trabalho, acesso à terra e à moradia, cultura, esporte e lazer, além de assegurar que a herança e participação da população negra estejam presentes nas produções veiculadas nos órgãos de comunicação do Estado.

O PL N° 231/2020 adota os princípios da Lei Federal nº 12.288, de 20 de julho de 2010, que cria o Estatuto de Igualdade Racial e que este ano completou uma década. A proposição trata de questões específicas do Estado como, por exemplo, alterações das leis estaduais n° 5.810, de 24 de janeiro de 1994, nº 6.941, de 17 de janeiro de 2007.

Para a professora Zélia Amador de Deus, uma das fundadoras do Cedenpa o Estatuto de Igualdade Racial do Pará reforça o que já está na Lei Federal, mas também amplia para outros direitos.

“Será uma Lei específica para o Estado do Pará, inclusive reforça a Lei Federal nº 12.288, mas também abrange outros direitos que o Estatuto da Igualdade Racial Federal não considera, como, por exemplo, as cotas para negros. Então ele [PL] reforça a Lei Federal e fortalece o movimento negro para cobrar a efetivação dessas políticas”, concluiu Amador.

O PL propõe ainda a criação do Sistema Estadual de Promoção da Igualdade Racial (SEPIR), que terá como objetivo “promover a igualdade racial e o combate às desigualdades sociais resultantes do racismo; formular políticas destinadas a combater os fatores de marginalização e promover a integração social da população negra; descentralizar a implementação de ações afirmativas pelos governos estaduais, distrital e municipais; articular planos, ações e mecanismos voltados à promoção da igualdade racial”. O PL foi protocolado à mesa diretora na terça-feira (15) na Alepa em sessão ordinária.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.