Empresas da Belém-Marajó se recusaram a fiscalizar pedofilia

Blog do Bordalo pedofilia444
Do blog da jornalista Franssinete Florenzano:

“A CPI da Pedofilia constatou a veracidade das denúncias do bispo do Marajó, Dom Azcona, e a situação crítica dos municípios do arquipélago, desestruturados e incapazes de enfrentar as formas perversas de violação de direitos de crianças e adolescentes. Redes de pedófilos, envolvendo políticos, empresários e traficantes de drogas e seres humanos agem à solta. Após as denúncias, as vítimas e suas famílias foram ameaçadas, tiveram que deixar a cidade e até hoje vivem escondidas, com vergonha e medo de represálias. Uma delas chegou a sofrer atentado.

Na sexta-feira passada, o Ministério Público Estadual reuniu com empresários de navegação que fazem a linha Belém-Marajó, para que eles assinassem um Termo de Ajustamento de Conduta destinado a combater a exploração sexual, com a adoção de medidas concretas para prevenir o transporte de crianças e adolescentes desacompanhadas dos pais ou responsável, ou sem autorização judicial. Pois os donos de embarcações simplesmente se recusaram a assinar o documento se obrigando a não permitir a prática de abuso, violência ou exploração sexual no interior de seus barcos e balsas, alegando – pasmem! – que tal conduta é motivo de demissão por justa causa e, por isso, a responsabilidade deve recair apenas sobre os empregados.

A sociedade paraense quer saber do MPE: vai ficar por isso mesmo?”


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

  1. que vergonha, o MP tem que fazer alguma coisa mesmo.

    Permalink
  2. É o caso da responsabilização criminal desses sacanas que só tem preocupação com agrana, imagino q até 'imposto' das redes de pedofilia esses caras cobram.

    Permalink
  3. Deputado,
    Essa recusa éum horro que mostra que a exploração sexual sequer recuou de seus atos apesar da CPI da Pedofilia. Precisamos de algo mais firme, que Estado entre na questão.

    Permalink

Leave a Comment

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.