Dilma lança Plano Safra, importantíssimo para a agricultura familiar

 
Importantíssimo o Plano Safra para agricultura familiar que a presidenta Dilma Rousseff lança nesta quarta devido às mudanças que traz, particularmente com relação à reposição de matas ciliares e às áreas de preservação, à redução dos juros e ao aumento dos tetos para financiamento, entre outras medidas. Junto com o Plano Safra para o Agronegócio, lançado na semana passada, em que o governo garantiu R$ 115,2 bi para a safra 2012/2013, é uma garantia de crescimento da agricultura no ano que vem e certamente terá um impacto positivo no crescimento econômico do país. Além da função social de dar condições mínimas às pessoas que vivem no campo de morar, criar os filhos e produzir. 

O plano terá R$ 18 bi em crédito disponibilizados por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), R$ 2 bilhões a mais do que na safra passada. De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento Agrário, a agricultura familiar é responsável hoje pela produção de 70% dos alimentos consumidos pelos brasileiros.

A presidenta, que na última semana afirmou que a agricultura exerce “papel essencial” no enfrentamento da crise, vai ampliar o limite de crédito disponível para custeio. Os juros sofrerão redução de meio ponto percentual (agora são de 4% para quem captar entre R$ 20 mil até R$ 80 mil). A faixa limite de crédito, antes de R$ 50 mil, passará para R$ 80 mil. 

Crédito para recuperação das áreas de preservação

O Ministério do Desenvolvimento Agrário decidiu ampliar também as linhas de crédito para recuperação de Áreas de Preservação Permanente e reservas legais. O reforço ficará disponível por meio do PRONAF Floresta. Criado há uma década para a Amazônia e só estendido ao país como um todo no ano passado, o PRONAF Floresta teve seu teto de financiamento ampliado de R$ 20 mil para R$ 35 mil, com juros de 1% ao ano e pagamento entre 12 a 20 anos.

É uma medida importante também para mostrar ao pequeno e médio produtor – e a toda a sociedade – a seriedade do governo quando propõe a preservação das matas ciliares e da cobertura vegetal no novo Código Florestal. O governo quer que o produtor rural se envolva e participe efetivamente, mas sem deixá-lo na mão. Entra concretamente com a sua parte, provendo crédito subsidiado e com um bom prazo para pagar.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.