Dias de terror no Pará assustam cidadãos

Sem categoria

Nos últimos dois dias a segurança
pública está sob ataque no Pará. A subversão da ordem atingiu as casas penais
do estado, numa ação articulada de motim os detentos dos Presídios da Região Metropolitana,
do Complexo Penal de Americano e de Tucuruí e Marabá, enfrentaram os agentes
prisionais exigindo intervenção armada não letal a fim de reestabelecer uma
falsa ordem. A cúpula da Segurança Pública não se pronuncia.


Na noite desta quinta-feira e na
madrugada de hoje somaram-se as rebeliões nos presídios, atos de terrorismo com
a queima de ônibus em pelo menos 5 bairros da Região Metropolitana, além de
assaltos com reféns nas proximidades da Av. João Paulo II.

Estes atos
seriam retaliação a morte de Jeová, membro da equipe Rex, mesmo grupo criminoso
suspeito da morte do Cabo Pety, em novembro do ano passado, e que motivou a
ação de vingança de policiais militares com a morte de 10 vítimas nos dias 04 e
05 de novembro.


Desta vez é o inverso, retaliação
de criminosos contra a polícia e os cidadãos.

E onde está o comando da
segurança pública que não se pronuncia? Já me manifestei no plenário da
Assembleia Legislativa e através do Relatório da CPI das Milícias, que é preciso
uma ação firme de reconquista de territórios com um aparato de segurança
grandioso, só superado por um aparato de políticas públicas ainda maior, com
caráter inclusivo, que resgate direitos e promova a cidadania.

É preciso esclarecer a população
de que esses crimes cometidos por policiais e por criminosos tem o único propósito
de mandar um recado ao povo, para que se intimide, que se curve ante suas
vontades criminosas e seus interesses financeiros.


Apesar de tudo o que aconteceu
nestes dois dias, ainda esperamos que o Secretário de Segurança Pública, Gen.
Jeanot Jansen, empregue seus conhecimentos operacionais como líder de forças de
paz para evitar que Americano se transforme numa
“Pedrinhas” paraense, e que ações de grupos articulados de dentro
dos presídios coordenem ações de terror nas cidades, tal como aconteceu em São
Paulo, no Espírito Santo e em Santa Catarina em ações similares comandadas pelo
PCC.

O
PARÁ PRECISA DE PAZ!

Links divulgados na mídia sobre os acontecimentos:




Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.