Deputado Bordalo pede apuração sobre ameaça de morte do presidente da OAB em Parauapebas

Sem categoria
O número de mortes de
advogados em todo o Pará é preocupante e o histórico de ameaças a estes
profissionais vem aumentando a cada dia. Ontem, dia 07, foram publicadas
denúncias sobre ameaças de morte ao presidente da Subseção da OAB-PA em
Parauapebas, Deivid Benasor, por parte de policiais militares do município.
Segundo a OAB-PA, a motivação
para as ameaças ao presidente Benasor seria a atuação da Ordem no caso de
policiais militares que teriam sido flagrados, em vídeo, agredindo uma advogada
e seu esposo, em um posto de combustível em Parauapebas, em agosto deste ano.
Diante disso,
protocolei uma moção, hoje, na Assembleia Legilativa do Estado do
Pará (Alepa), solicitando à Secretaria de Estado de Saúde Pública e Defesa
Social (Segup) a abertura de procedimento para apurar estas denúncias.
Os casos de ameaças e mortes
envolvendo advogados exige uma ação urgente do Governo do Estado. Segundo dados
da OAB-PA, de 2013 a 2016, 11 profissionais foram assassinados, 31 sofreram
ameaças de morte e 7 foram vítimas de atentados.
Em 2015, o presidente anterior
da OAB em Parauapebas, Jackson Souza, foi morto por ter denunciado diversas
irregularidades na Prefeitura, e o advogado Dácio Cunha também foi brutalmente
assassinado no município.
A OAB-PA em Belém já demonstrou
sua indignação e solidariedade aos advogados ameaçados e às famílias dos
advogados vítimas de violência, com manifestações e audiências, porém estes
casos afetam também – e diretamente – a sociedade paraense, pois estas mortes
mostram o quanto estamos inseguros.
A impunidade é notável
principalmente por existir a “lei do silêncio”, segundo a qual ninguém pode
relatar o que sabe, nem revelar nomes de criminosos, por medo de represálias
por parte dos pistoleiros e mandantes destes crimes. No ano passado, apenas em
um dos casos os pistoleiros foram julgados e condenados.
No entanto, esta situação
precisa mudar. A luta pelos direitos humanos é uma questão de emergência. O
Estado deve mostrar a estes criminosos que eles não ficarão impunes, e que as
execuções sumárias e a violência contra os defensores de direitos humanos não
serão mais ignoradas.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Ocorreu um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Blog do Bordalo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.