CPI-TRÁFICO HUMANO

O deputado Bordalo foi relator da CPI de Tráfico de Pessoas e foi instalada a partir de um caso ocorrido em fevereiro de 2011 quando a Polícia Civil do Estado de São Paulo desmantelou um esquema de tráfico de pessoas para exploração sexual, encontrando em duas pensões mais de 70 travestis, grande parte oriundas da Região Norte do País, das quais seis eram adolescentes. A descoberta se deu quando investigadores buscavam um garoto de 17 anos de Belém, que havia desaparecido em 27 de dezembro de 2010.