Bordalo declara urgência para averiguar denúncias de ribeirinhos e pescadores em Abaetetuba

As denúncias envolvem omissão e prejuízos ambientais da empresa Cargill com famílias do Rio Capim
Foto/Dilvugação:  Registro de Transmissão ao vivo do facebook Luan Pereira

A partir de denúncias de pescadores e ribeirinhos do município de Abaetetuba, o Deputado Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Pará- Alepa, protocolou moção n°66 na Casa Legislativa na última quarta-feira (10) solicitando providências, em caráter de urgência, para averiguar as denúncias de prejuízos ambientais causados pela empresa Cargill.

As queixas dão conta de que a multinacional está instalando boias de amarração no Rio Capim, área onde pelo menos 148 famílias pescam, se alimentam e dependem para sobreviver. Segundo o portal Ver-o-Fato, o rio é um dos maiores locais de pesca da Ilha e com a introdução das boias a fauna aquática é dispersada e impossibilita a pesca e consequentemente a subsistência dos moradores.

Leia mais: Deputado Bordalo exige a inclusão do Pará na redução da tarifa de energia

A Cargill, cuja atividade é produzir e processar alimentos, construirá na região um Terminal Portuário de Uso Privado (TUP) que irá receber grãos do centro-oeste brasileiro e exportá-los para o mercado estrangeiro. O projeto ficará localizado às margens do Rio Tocantins, em terreno de aproximadamente 359 hectares e até 2022, a previsão de exportação é de 9 milhões de toneladas de granéis vegetais por ano.

Documento de Análise de Risco Cargill (Nov.2018)
Créditos/Divulgação: Documentos de Estudo de Imapcto Ambiental- Semas

De acordo com o site Ver-o-Fato, para implementar o projeto a empresa não fez o procedimento de escuta das comunidades e se respaldou em um recente licenciamento ambiental, além de um Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA-Rima) concedido em 2017 pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas).A empresa enviou uma balsa terceirizada da empresa Norte Marine Indústria, Reparos e Operações Fluviais Ltda para atuar no local.

Manifestações

Foto/Divulgação:Blog Uruatapera

No último fim de semana, aconteceu um protesto, mobilizado por ribeirinhos e pescadores. Dezenas de pequenas embarcações cercaram uma balsa terceirizada pela Cargill e manifestaram pela retirada das boias no Rio Capim.

Depoimentos registrados pelo portal Ver-o-Fato afirmam que estes grandes projetos entram na região sem conversar ou pensar nos impactos para a população. De acordo com depoimento da moradora Deuza Pereira Azevedo “Nós somos impactados há muitos anos por esses grandes projetos. Somos violentados e isso é uma forma de violência. A violência tem muitas caras e essa aqui é uma delas. Ela vem e não pergunta, não vem ninguém aqui. A ilha é toda habitada, mas eles chegam e não perguntam”, manifestou a moradora para o portal.

A moção, protocolada pelo Deputado Bordalo, será levada ao conhecimento do Governador do Estado do Pará por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Sustentabilidade – SEMAS e declara a necessidade de intervenção do Estado para solucionar o caso.

Para o parlamentar, é do rio que se tira a alimentação dessas famílias há mais de 100 anos. Caso nenhuma providência seja tomada há uma ameaça real de uma grande catástrofe ambiental.

Texto: Thaís Peniche – Estagiária na Assessoria de Comunicação Dep. Bordalo
Edição: Lilian Campelo – Ascom Bordalo


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.