“A privatização da Eletrobrás aumentará a conta de luz do brasileiro entre 67% a 80%”, declara Bordalo

O parlamentar afirmou que a atitude do governo federal impactará negativamente o bolso dos trabalhadores brasileiros

O paraense não esquece os prejuízos da privatização da Celpa, entre aplicações de multas impossíveis de pagar e cortes de luz inesperados realizados durante a madrugada. Desde que a Celpa foi privatizada, em 1998, a conta de luz sofreu 14 reajustes e ficou 285% mais cara. Danos que afetaram a vida da população que nem sempre tem dinheiro para ter o que comer.

Nesse sentido, o Governo Bolsonaro caminha na contramão dos direitos do povo brasileiro com a privatização da Eletrobrás. Aprovada nesta segunda-feira (21), pelo Governo Federal e sua base no congresso nacional, a Medida Provisória (MP) 1031/2021 privatiza os serviços da Eletrobrás e suas empresas subsidiárias. 

Contra o retrocesso da MP, o Deputado Bordalo (PT), que também é presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), se pronunciou, nesta terça-feira (22). “Essa medida poderá levar um aumento entre 67% a 80% na conta de luz do brasileiro e por outro lado joga um setor estratégico na insegurança energética”, destacou o parlamentar.

A Eletrobras é detentora de 30% da geração de energia e 45% da transmissão, isso significa que a privatização da empresa resultará na formação de oligopólio no setor elétrico brasileiro, portanto é danoso ao país sabendo que isso viabiliza a formação de preços para poucas empresas com interesses individuais de lucratividade para seus sócios e não à população brasileira, que arcará com o aumento da conta de energia diretamente do seu bolso.

O deputado Bordalo completa que o  setor privado tem compromisso com o lucro, pois “é o setor público que tem obrigação em atender as demandas não-lucrativas no primeiro momento”. O último governo que colocou o Brasil na entrada das privatizações foi o de Fernando Henrique Cardoso (1995-2003), responsável pelas maiores privatizações da história do Brasil, atingindo empresas como Banespa, Vale e Sistema Telebrás. 

Com a privatização da Eletrobrás, de acordo com a nota técnica da Associação de Engenheiros e Técnicos da Eletrobras (Aesel), a tarifa de energia elétrica aumentará para os consumidores em aproximadamente 14%.

O Pará é um grande produtor de energia elétrica e é responsável por uma das três maiores hidrelétricas do Brasil. “Como Deputado do Pará, o maior produtor de energia do Brasil, onde nosso povo já sofre com uma das maiores contas de energia do país. Eu lamento por essa decisão”, finalizou o parlamentar.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.