A DIMINUTA TAXA DE APROVAÇÃO DO GOVERNO ZENALDO COUTINHO

Sem categoria

Na pesquisa do Instituto ACERTAR, realizada entre os dias 10 e 13 de maio de 2013, com objetivo de aferir a avaliação do primeiro quadrimestre, janeiro a abril, do Governo Zenaldo Coutinho (PSDB), 33,8% consideraram o governo REGULAR. Ou seja, esta parcela de entrevistados ainda está observando o governo municipal; 30,6% dos consultados aprovam; 21,8% DESAPROVAM a gestão de Zenaldo (PSDB) a frente da gestão na Prefeitura de Belém; E, 12,8%, sinalizam que ainda é cedo para avaliar ou não sabem. O Prefeito Zenando, tem, portanto, a mais baixa taxa de aprovação que se tem conhecimento, considerando o início de mandato, com apenas 8,8%.


Ao que se deve isto?





Primeiro, uma gestão que bate cabeça todos os dias e pensa que pode alimentar sua relação de confiança com a população através de factoides! Começou com a midiática operação limpeza, tentando mostrar um prefeito operante, que sobe em máquinas e que limpa a cidade, moldura que não alimentou nem 30 dias, porque Belém continua suja, maltratada, com suas praças pedindo socorro. Portanto, ele prometeu e não cumpriu.
Depois,  prometeu retomar as obras do BRT e a população somente vê o esqueleto de uma obra fantasmagórica a assustar todos os dias milhares e milhares de belenenses que precisam de um transporte público para se locomover.


E ainda mais, posou em cima de alguns ônibus novos adquiridos por empresários  tentando iludir a população de que algo substantivo estaria ocorrendo para melhorar o já tão caótico transporte público de Belém. Na verdade, um velho esquema que deve trazer como realidade o aumento da tarifa de ônibus.


No outro “S”, o da saúde, a grande notícia veio com o anúncio da compra do velho prédio do Hospital Porto Dias, pela bagatela de 100 milhões de reais. Um negócio faraônico que se concretizado configurar-se-á em um dos maiores “assaltos” aos cofres públicos do Município de Belém. Aliás, não se deve estranhar essa medida nesse novo ciclo tucano a frente do Governo do Pará, visto que a marca mais reluzente, um grande negócio, envolvendo a compra de hospitais, como foi o Caso do Hospital Jean Bitar em mais de 40 milhões.


Os programas sociais prometidos não saíram do papel e ao arrepio da lei, com a omissão do Ministério Público Eleitoral e da Justiça Eleitoral, com a imagem do prefeito aparecendo todos os dias e a toda hora como garoto propaganda do governo, a dar lições de trânsito e a ensinar a não jogar lixo nos canais, em uma autopromoção escandalosa. 


Este, entre outros equívocos e omissões, afora o nepotismo direto e cruzado, podem de fato explicar a diminuta taxa de aprovação de 8,8% como eu disse anteriormente, o menor índice para um prefeito recém eleito na capital do Pará.


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.