Lei da Semana de Empoderamento Feminino nas escolas é apresentada à Seduc

Créditos: Lilian Campelo

 
Nesta terça-feira (19) ocorreu reunião com o assessor direto da Secretaria de Estado
da Educação (Seduc), Leôncio Siqueira, e o Deputado Estadual Carlos Bordalo
(PT) para apresentar e discutir ações para implementar a Lei 8.775/2018, que institui sobre a Semana Estadual do
Empoderamento Feminino nas escolas públicas e privadas.
De autoria
do deputado a lei visa promover a igualdade de gênero nas escolas públicas e
privadas do Estado por meio de atividades e ações socioeducativas envolvendo
estudantes, professores e comunidade. A Semana do Empoderamento Feminino deve
ser realizada anualmente, na primeira semana que antecede o Dia Internacional
da mulher, dia 8 de março. 
Na ocasião
estavam presentes as deputadas estaduais Dilvanda Faro (PT), Paula Gomes (PSD),
Marinor Brito (PSOL), Diana Belo (DC), Dra. Heloisa Guimarães (DEM), Renilce
Nidocemos (SD), Professora Nilse Pinheiro (PRB) e Michele Begot (PSD). 
A Deputada
Paula Gomes destacou a importância da Lei e disse que assim como ela e muitas
outras mulheres de sua geração não tiveram a oportunidade de debater sobre a
igualdade de gênero nas escolas e completou.
“É muito
importante levar essa política para o interior, porque na capital nós temos
mais recursos, mais acesso a informação, mas no interior, em determinadas
localidade, você não não tem tanto acesso e através da escola e a Seduc
colocando para funcionar será um grande ganho”
O
representante da Seduc afirmou que a Secretaria apresenta uma visão direcionada
ao que propõem a Lei e fundamentou que mais de 60% dos professores da rede
pública são mulheres. 
“Então não
há nenhuma resistência e a facilidade de ações como essa é relativamente grande
porque nós entendemos essa necessidade e todos que estão lá, em sua grande
maioria, tem isso como premissa porque faz parte do seu dia a dia”, disse.
Siqueira
ainda informou que a Secretaria de Educação, Leila Freitas, justificou a
ausência e lamentou não ter participado da primeira reunião que ocorreu no dia
15 e que contou com a presença de representantes da sociedade civil e dos
presentes.
 

Como sugestão para colaborar na implementação o Deputado Bordalo sugeriu que a Seduc possa elaborar uma proposta para o processo de regulamentação da Lei e propôs como dia oportuno para apresentação o Dia Internacional da Mulher a ser realizado na Alepa em sessão
solene
.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.