; Foto: Divulgação Instituto Evandro Chagas – pátio de uma das área da empresa Hydro   Após um ano do crime ambiental de vazamento de rejeitos da Hydro-Alunorte em Barcarena, movimentos populares e atingidos e atingidas de Barcarena e Abaetetuba organizam ato público em defesa das comunidades da região. A manifestação ocorrerá nesta segunda-feira, […]

Movimentos populares organizam ato pelos direitos dos atingidos em Barcarena

Sem Comentários Sem categoria

 

;
Foto: Divulgação Instituto Evandro Chagas – pátio de uma das área da empresa Hydro

 
Após um ano do crime
ambiental de vazamento de rejeitos da Hydro-Alunorte em Barcarena,
movimentos populares e atingidos e atingidas de Barcarena e Abaetetuba organizam
ato público em defesa das comunidades da região. A manifestação ocorrerá
nesta segunda-feira, 18, com saída a partir das 6h em frente à Hydro com
caminhada até a Imerys.
O movimento partiu da
unidade entre movimentos sociais e diversas comunidades da região que incluem
homens, mulheres, jovens e crianças, indígenas, quilombolas, ribeirinhos,
trabalhadores e trabalhadoras do campo. 
A intenção é ampliar e fortalecer a aliança popular entre as associações
de moradores, centros comunitários e entidades representativa dos atingidos.
O manifesto convoca toda a
população atingida ou ameaçada pelas obras minerarias, portuárias, de
ferrovias e rodovias da região, assim como organizações sociais, movimentos,
entidades, sindicatos, parlamentares e veículos de imprensa e comunicação popular.
Como pautas do ato estão a
criação de uma mesa de negociação permanente entre o movimento em sua ampla
representação, com a integração dos órgãos do governo federal e estadual e as
empresas atuantes na região, Hydro Alunorte, Alubar e Imerys, para dar
encaminhamentos às demandas estruturais e emergenciais das comunidades
atingidas.
Também exigem a
participação de membros da sociedade civil organizada no Grupo de Trabalho
criado pelo governo do estado para a fiscalização de Barragens no Pará, sendo
os representantes escolhidos e organizados pela sociedade de forma independente
do governo.
Entre as demandas
emergenciais estão: abastecimento e distribuição de água mineral às famílias
atingidas, a realização de exames de sangue e de cabelo, assim como o tratamento
e equipes multiprofissionais de saúde para o atendimento à população. Além
disso, o reconhecimento e cadastramento imediato de todas as famílias atingidas
de comunidades não reconhecidas pelas empresas e inicio imediato de indenização
para as famílias cadastradas.

SERVIÇO
Ato público em defesa dos
atingidos por barragens em Barcarena e Abaetetuba
Data: 18 de fevereiro
Concentração: 6h em frente
à Hydro

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Zap: 55 91 99319 8959

Gabinete: Palácio Cabanagem – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Show Buttons
Hide Buttons