Comissão de Direitos Humanos fará sessão especial para debater estupro de vulnerável


A Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará, tendo à frente o deputado estadual Carlos Bordalo (PT), vai realizar uma Sessão Especial para debater o aumento do número de registros de estupro de vulneráveis no Estado. Segundo reportagem  publicada pelo jornal Diário do Pará, no último domingo (08), a partir de dados do Sistema de Informação de Segurança Pública (Sisp), esse índice cresceu 4,75% no Pará.  

De 1º de janeiro a 31 de maio de 2018, foram registradas 1.036 ocorrências na Polícia Civil, enquanto no mesmo período do ano passado foram 989 ocorrências. Em média, são quase 7 ocorrências por dia no Estado. Em Belém, somente nos cinco primeiros meses de 2018, foram registrados 137 casos. Em segundo lugar está Santarém, com 137 ocorrências, seguido por Ananindeua, com 51. Em alguns municípios do Estado, como Placas e Mãe do Rio, o crescimento chega a 400%. Outros municípios também apontados na reportagem são Garrafão do Norte, Jacundá e Santa Luzia do Pará. 

“O aumento alarmante no número de casos de estupro de vulnerável indica que há grave problema ocorrendo no Estado e que o poder público precisa tomar previdências”, declarou o deputado Carlos Bordalo, que foi autor da CPI da Pedofilia, em 2010. A Sessão Especial, que será realizada no dia 23 de agosto, na Alepa, deverá reunir órgãos estaduais e municipais, além de representantes de entidades ligadas à proteção da criança e do adolescente, para definir um plano de ação conjunto de enfrentamento ao problema. O deputado Bordalo também deverá visitar os municípios com os maiores índices deste tipo de crime para ouvir a comunidade local. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.