A Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), tendo à frente o deputado estadual Carlos Bordalo (PT), esteve em Bragança, nesta quinta-feira (22), coordenando uma reunião de trabalho com a sociedade civil organizada e órgãos do Estado das áreas de segurança e cidadania. A população do município, um […]

Bragança pede mais segurança e políticas públicas

1 Comment Sem categoria

A Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), tendo à frente o deputado estadual Carlos Bordalo (PT), esteve em Bragança, nesta quinta-feira (22), coordenando uma reunião de trabalho com a sociedade civil organizada e órgãos do Estado das áreas de segurança e cidadania. A população do município, um dos mais importantes do Estado, sofre principalmente com a violência e, por uma triste coincidência, no mesmo dia da reunião, Bragança foi cenário do assassinato do radialista Jairo Souza, da Pérola FM.


Participaram da reunião representantes de diversas entidades, como Bispo Dom Jesus Cizare, da Diocese de Bragança; Maria Aparecida Silva, coordenadora diocesana da Pastoral da Criança; Iricina Oliveira, coordenadora da Região Bragantina do Conselho Pastoral dos Pescadores; Danilo Lopes, coordenador regional da Comissão Justiça e Paz; Bruna Brasão, coordenadora distrital da Pastoral da Juventude; Jandira Gasparim, presidente do Conselho de Direitos dos Idosos; Ivanilde Pereira, vice-diretora do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente; os conselheiros tutelares Rosa Oliveira, Iranildo Monte, Joelma Silva e Michel Nóbrega; as conselheiras Leida Alves e Maria Ferreira, do Conselho Comunitário de Segurança; Ana Karla, do Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais; Silvânia Rodrigues, presidente do Instituto Florescer; Rafael Oliveira, da OAB Subseção Bragança, Major Taddiesky, da Polícia Militar; Delegada de Atendimento à Mulher Luciana Tunes, da Polícia Civil; Sâmia Beleza, da 1a URE SEDUC; Jônica Rodrigues, do Centro De Referência Especializada em Assistência Social (CREAS); Ruth Torres, da Coordenação da Mulher da Semtraps; e Graça Ramos, coordenadora do Cáritas, além de representantes da Associação de Pais, Familiares, Amigos e Profissionais de Pessoas com Deficiência Intelectual de Bragança e da Fundação Propaz.


Após ouvir as demandas da comunidade, foram definidos vários encaminhamentos, que incluem a realização de três reuniões específicas com os órgãos do Governo do Estado, para tratar do atendimento especializado a crianças e adolescentes com deficiência intelectual; do sistema de garantia de direitos de mulheres, idosos, crianças e adolescentes vulnerabilizados pela violência doméstica e estrutural; e para reforçar e integrar atores locais da sociedade civil para melhorar o atendimento à população na área de segurança pública.


Para o deputado Bordalo, o objetivo de hoje foi cumprido, mas não significa que o trabalho tenha alcançado um ponto de chegada. “Esta reunião é um ponto de partida para alcançarmos soluções para os problemas relatados pelas pastorais sociais, sindicato de trabalhadores rurais, conselheiros tutelares e os órgãos presentes, em especial a Polícia Civil e a Polícia Militar. Agora vamos encaminhar estás questões com os órgãos em Belém e na Alepa para obter do Estado garantias de observância destes direitos violados”, disse o parlamentar. 

Posts Relacionados

  1. Toda a população sabe quem mandou matar o radialista. A polícia do jatene finge que investiga. Agora as quadrilhas podem roubar dinheiro público a vontade.

    Permalink

Deixe uma resposta

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Zap: 55 91 99319 8959

Gabinete: Palácio Cabanagem – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Show Buttons
Hide Buttons