CDH recebe denúncia de sucateamento de tradicional escola do Benguí

As fotos são da
Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Maria Luíza da Costa Rêgo, a mais
antiga do bairro do Benguí, fundada há 35 anos.  Mostram o estado de
completo abandono e sucateamento. 

É uma escola de grande porte, onde são atendidos aproximadamente 2.000 alunos
em três turnos, desde o 6º ano do ensino fundamental ao ensino médio e EJA.
Apesar da sua importância para a comunidade, a escola enfrenta dificuldades
estruturais sérias, problemas de segurança e até de gestão. Não oferece
condições adequadas para atender os alunos, negligenciando formas dignas de
ensino.


A Comissão de
Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Pará recebeu graves denúncias e
vai abrir um procedimento em apoio aos estudantes e professores. Nesta
terça-feira, vou protocolar, no plenário da Alepa, uma Moção solicitando a
SEDUC, a SEGUP, a Policia Civil, a Defensoria Pública e ao Ministério Público
Estadual, em caráter de urgência, providências para resolução dos mais
diferentes problemas de violação de direitos, enfrentados por alunos e
professores da escola.
Segundo as
denúncias, a escola Maria Luiza está cercada de mato, os banheiros estão sem
condições de uso, a água é imprópria para consumo. Diariamente, professores e
servidores fazem coletas para comprar agua mineral e fazer a roçagem do mato
alto. A merenda há muito tempo não faz parte da realidade dos alunos. Segundo
uma mãe de aluno, a escola não possui freezer para armazenar alimentos, como
carnes, que são devolvidas para o fornecedor.
Os alunos sofrem
também com a insegurança. Recentemente a escola foi invadida por pelo menos 10
assaltantes, que renderam alunos, professores e demais profissionais da escola.
Esse estado de insegurança é constante.  A Associação dos Moradores do
Bengui, juntamente com alunos, pais e ex-alunos, já vêm algum tempo denunciando
à Seduc a gravidade da situação na escola, porém, sem resposta.
  

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.