Moju debate Reforma da Previdência

O Sindicato dos Trabalhadores
Rurais de Moju promoveu nesta sexta-feira (03) um importante debate sobre as
reformas da Previdência e trabalhista. Os moradores lotaram o salão paroquial
do município para participar do evento que reuniu vereadores e dirigentes da
entidade sindical. 
O deputado Carlos Bordalo
elencou as principais mudanças que deverão ocorrer caso o projeto encaminhado
pelo governo Temer seja aprovado. “Sabemos que a média da expectativa de
vida do brasileiro é de 70 anos. Essa reforma vai nos tirar o direito de viver
e se aposentar. Além disso, essa proposta desconsidera a jornada dupla das
mulheres, que se desdobram para também cuidar da casa e dos filhos”,
explicou o deputado. 
O assessor da Comissão de
Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Alepa, Nazareno Santos, fez um
apanhado histórico da seguridade social no Brasil, desde a Constituição
Brasileira, em 1988, com a criação do INSS no ano seguinte e a regulamentação
da Previdência Social, em 1999. “São conquistas recentes para o povo
brasileiro e não podemos admitir que haja tamanho retrocesso. Uma das
consequências desta reforma será a exclusão de mais de 60% dos agricultores da
aposentadoria rural. Sem contar que as novas regras irão atingir em cheio os
jovens que estão ingressando agora no mercado de trabalho. Isso seria aniquiliar
a nossa juventude”, ressaltou. 
Participaram do evento a
presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Rita Chaves, o vereador
Alexandre Menezes, o presidente do Partido dos Trabalhadores em Moju, Manoel
Barreiro, entre outros. Na próxima segunda-feira, dia 06, às 9h30, haverá uma
sessão especial na Assembleia Legislativa do Pará, para debater as reformas da
Previdência e trabalhista. A programação é gratuita e aberta ao público. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.